Como economizar na criação do seu animal de estimação sem comprometer o bem-estar dele

Uma boa dica é usar a criatividade e fazer você mesmo o brinquedo, reutilizando materiais

Que o cachorro é o melhor amigo do homem, isso todo mundo já sabe. Mas, o que poucos conhecem é a realidade dos domicílios brasileiros levando em consideração os cuidados com os cães.

De acordo com a última Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), produzida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2013, 44,3% dos lares possui ao menos um cachorro. Ainda segundo o órgão, há 52,2 milhões de cachorros nas casas dos tutores brasileiros.

Estes dados colocam o Brasil na segunda posição com relação a maior população de cachorros do mundo. Mas, você tem ideia de quanto custa cuidar de um cãozinho? Segundo dados colhidos pela Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), um tutor gasta, em média, R$ 216,50 com um animal pequeno e R$ 411,32 com um animal grande. E no geral, os gatos são mais econômicos.

Os números, a princípio, podem assustar, mas a verdade é que não é preciso muito luxo para que o tutor gaste efetivamente estes valores com o animalzinho.

Entre os gastos principais estão: ração, veterinário, vermífugos, vacinas, banhos etc. Portanto, quem deseja oferecer boas condições de vida para o cachorro e mesmo assim economizar, saiba que essa matemática é possível, caso siga algumas dicas de organização de gastos.

Dicas para economizar na criação do pet

Para ter controle dos custos destinados ao animal anote tudo

Passe a preparar você mesmo as comidinhas para o cachorro (Foto: depositphotos)

1. Anote todos os gastos

Assim como o orçamento dos gastos de casa são organizados, é necessário também anotar os gastos com o cachorro. Portanto, coloque na ponta do lápis todas as despesas com relação a banho, alimentação, brinquedinhos, consultas, tosa, vacinas, passeadores etc. Desta forma é possível ter um controle dos custos destinados ao animal.

2. Compare os preços

Com os gastos organizados, é possível procurar o melhor lugar para fazer as compras. É claro que nem todo mundo tem a disponibilidade de visitar clínicas ou casas de ração para comparar os preços e foi por isso mesmo que foram desenvolvidos aplicativos para facilitar a vida do tutor que deseja economizar.

Um exemplo disso é o Pet Booking, que conecta tutores e prestadores de serviços para pets.

Veja também: Como devo satisfazer as necessidades do filhote de cão

3. Previna-se: faça uma poupança

É impossível prever algum problema de saúde, seja ele nos humanos ou nos cães. Mas é possível se prevenir financeiramente para evitar problemas quando estes momentos difíceis ocorrerem. Por isso, planeje uma poupança para o pet, assim você terá uma reserva para ajudar o peludinho sempre que houver imprevistos.

4. Previna doenças

Mesmo tendo uma reserva de dinheiro, a melhor forma de lidar com a saúde do pet é levando ele para consultas médicas de forma periódica. Portanto, prevenir doenças ou descobri-las logo no início são as maneiras mais apropriadas para cuidar do animal de estimação.

Além das consultas, não deixe de vacinar o cachorrinho, brincar com ele ou de passear com o pet. Garantir o bem-estar do animal, é uma das formas de prevenir problemas de saúde.

5. Seja um cozinheiro para o pet

Ração pode ser amiga ou inimiga do pet, tendo em vista que alguns deles podem apresentar reações adversas a substâncias presentes nestes alimentos. Por isso, converse com o veterinário de confiança sobre alimentação natural e passe a preparar você mesmo as comidinhas para o cachorro.

Geralmente as refeições são divididas entre proteína (50%), vegetais (25%) e carboidratos (25%), mas o médico deverá fazer sempre o acompanhamento. Outra dica é ficar em alerta sobre os temperos que podem ou não serem colocados na comida dos cachorros, tendo em vista que cebola e alho são tóxicos para esses animais.

Veja tambémPor que o meu pet está estressado? Saiba identificar e tratar

6. Prefira comprar em grandes quantidades

Já se a melhor refeição para o cachorro for mesmo a ração, a melhor dica é comprar sempre pacotes maiores. A economia é ainda maior, principalmente se você der preferência por procurar em um atacado. Porém, é sempre bom ficar atento a validade dos produtos.

7. Invente brinquedos

Os cães adoram brincar e por isso é difícil resistir na compra de brinquedos para os peludos. Mas se a ordem é economizar, uma boa dica é usar a criatividade e fazer você mesmo o brinquedo, reutilizando materiais como caixas de papelão, roupas velhas, novelos etc.

Veja tambémSabia que existe a quantidade certa de brincadeiras para cães?