Cachorro com medo de trovão – O que fazer?

Não existe exatamente um tratamento específico e 100% eficaz, mas seguindo algumas dicas você pode amenizar o problema

A audição dos cães é mais desenvolvida que a dos humanos, por isso eles conseguem escutar um mesmo som a uma distância quatro vezes maior que uma pessoa é capaz de ouvir. Desta forma, fogos de artifício, barulhos de shows e até mesmo a chuva podem causar fobia no animal, deixando-o estressado, assustado, tremendo e com outros comportamentos incomuns. Além desses ruídos, há também o medo de trovão por parte dos cães.

“Um barulho para eles é muito esterrecedor, muito alto e incomoda muito mais do que o mesmo barulho pra gente”, explica o veterinário Alexandre Figueiredo, no canal do YouTube Dicas Boas para Cachorros. Ainda de acordo com o especialista em saúde animal, existem métodos que podem ser usados para acalmar um cachorro assustado por barulhos.

Técnicas como Tellington Touch ou Truque do pano, ThunderShirt e o uso de remédios calmantes, podem ser a solução para amenizar o medo de trovão em cães. Além desses métodos, o veterinário Alexandre, que também é oncologista, indica outros caminhos para ajudar o pet.

Como acalmar cachorro com medo de trovão?

Os animais tendem a ter medo de barulhos altos. Isso significa perigo para ele [cachorro]. Então assim, é uma tendência natural que o animal fique com medo simplesmente por ser um barulho mais alto, não necessariamente por ser um fogo de artifício ou um estouro. Qualquer barulho que ele sinta insegurança”, alerta Alexandre.

É uma tendência natural que o animal fique com medo pelo barulho mais alto

Truques podem aliviar o estresse sentido pelos cães com barulhos (Foto: depositphotos)

Neste sentido, é preciso que o tutor haja com certa naturalidade e coloque em prática algumas técnicas para acalmar o cachorro. Uma boa dica dada pelo veterinário, é deixar o cachorro mais confortável possível, de preferência permitindo que o animal se acomode no lugar preferido dele na casa. 

“Uma outra coisa que eu indico bastante também é você pegar um pouco de algodão, fazer uma bolinha de algodão e colocar dentro do ouvido dele [cão]. Dessa forma, você ajuda a abafar aquele som. Então, você diminui bastante para ele o desconforto daquele barulho. É óbvio que você não vai acabar com o medo dele, mas vai ajudar a diminuir o desconforto”, ressalta o médico.

Porém, estas dicas são ideias para os animais que apenas sentem medo do trovão e não pânico. “Nesses casos mais extremos, que o animal realmente se estressa demais, procure um médico veterinário de sua confiança”, indica Alexandre.

O que não fazer com um cão assustado por trovão

Além dos métodos indicados para acalmar o pet, há algumas técnicas que não devem ser usadas de forma alguma. De acordo com o veterinário, quando o animal está com medo ele tende a querer fugir e se esconder do barulho. Sendo assim, não é indicado deixar portas abertas ou manter o cachorro preso em lugares perigosos, como sacadas ou escadas.

Nestas situações de estresse para o animal, é comum que o dono tente acalmá-lo levando o pet ao colo, fazendo carinho e dizendo que tudo vai passar. Porém, segundo Alexandre estas atitudes são erradas pois ajudam o animal a se sentir inseguro com a situação.

“É como se você estivesse passando uma insegurança para ele e ele entende que aquela situação é realmente perigosa. Então ele tem que ficar com medo daquilo, porque você também tá ali como se estivesse mostrando medo para ele”, explica. “Ele vai associar aquele carinho ao estresse. Então você tem que evitar isso“, finaliza o especialista.

Outra atitude totalmente dispensável é obrigar o cachorro a fazer algo que ele não queira. Isto porque, dependendo do nível de estresse que o animal esteja, ele pode até morder o próprio dono.

Treinar o cão antes do Ano Novo pode prevenir sustos com fogos

Ajudando cachorro que tem medo de trovão

1. Tellington Touch ou Truque do pano

Criado pela Linda Tellington-Jones, este método é usado para acalmar os cães agitados devido aos barulhos. Por apresentarem uma sensibilidade maior nas partes traseiras, patas e orelhas, os cachorros precisam se sentir seguros principalmente nestas regiões.

Assim, esta técnica consiste em amarrar o cachorro em áreas próximas as regiões sensíveis, fazendo com que a circulação sanguínea seja estimulada e consequentemente a irritabilidade do pet diminua. Para isso, basta ter em mão uma faixa de tamanho que vai variar de acordo com o tamanho do animal.

O primeiro passo é colocar a faixa na altura do peito do cachorro, levando as duas pontas do pano para o dorso do animal, onde elas serão cruzadas. Em seguida, as pontas devem cruzar na barriga e elevadas para parte de cima do cachorro próximo à coluna. Neste local, é necessário dá um nó firme, mas não apertado.

Truque do pano deve ser colocado em prática antes de uma trovoada ou de qualquer outro barulho que assuste o pet. Caso o animal não se acostume com a faixa, uma boa dica é entretê-lo quando for usada esta técnica.

Tellington Touch

Tellington Touch

2. ThunderShirt

Tellington Touch é uma técnica bem barata, que pode ser usada em uma emergência, quando o tutor não está mais preparado. Já a ThunderShirt tem uma atuação semelhante ao truque do pano, pois causa pressão nas regiões mais sensíveis do corpo do cachorrinho. Uma das marcas americanas pioneiras nesse produto é a ThuderLeash.

“Eu sou uma técnica veterinária e possuo uma instalação de treinamento de cães em Ohio. Eu usei muitos produtos ao longo dos anos com diferentes graus de sucesso. Fiquei impressionada com o ThunderLeash e sua capacidade de ajudar os proprietários a controlar seus cachorros”, conta Katie.

3. Calmantes

Além das técnicas externas, há a opção de usar calmantes em cães com medo de trovão. Um dos medicamentos utilizados é o Sileo, um produto recentemente lançado no mercado pet. Em forma de gel, este produto apresenta em sua composição cloridrato de dexmedetomidina e é aplicado na boca e gengiva do cachorro.

“O Sileo é utilizado em cães para reduzir a ansiedade e o medo agudos associados ao ruído. Os sinais típicos de ansiedade e medo em cães são ofegar, tremer, movimentos agitados, procurar pessoas, esconder-se ou tentar fugir, recusar alimentos e micção e defecação inapropriadas”, explica a European Medicines Agency (EMA) em material disponibilizado na internet.

Contudo, por se tratar de um calmante, este produto só pode ser comprado e utilizado em cachorros com medo de trovão e de outros barulhos quando receitado por um veterinário. Por esta razão, é indicado buscar ajuda de um especialista.