,

Veterinária esclarece sobre o consumo de leite por cães

Sabia que oferecer leite de vaca para seu cachorro pode prejudicar a saúde do bichinho? Entenda o porquê

Para muitos tutores é normal saciar a fome dos cães com alimentos utilizados na culinária humana, como exemplo o leite de vaca. Apesar dos cachorros gostarem de beber leite, esse líquido não é saudável para o organismo dos peludos. É o que dizem as veterinárias Renata Priscilla Marinho e Glaucia Luna, em entrevista exclusiva para o Clube para Cachorros.

De acordo com as especialistas em saúde animal, os cachorros têm estruturas corporais e necessidades nutricionais diferentes dos bezerros. Por esta razão, beber leite de vaca acaba se tornando uma atitude nutricional “pobre” e o pior, maléfica para muitos cães.

Muitas vezes, ao beber leite, o cão passa a apresentar sintomas gastrointestinais incomuns, independentemente do tipo desse líquido. Isso tudo graças a incompatibilidade que existe entre o organismo dos bovinos e dos caninos. Por esta razão, as especialistas em saúde animal explicam o porquê que o dono não deve deixar o cãozinho beber leite.

Afinal, cachorro pode beber leite?

Veterinárias esclarecem se o cachorro pode beber leite de vaca

Dar leite de vaca ao seu cachorro pode não ser uma boa ideia (Foto: depositphotos)

Segundo as veterinárias, o leite de vaca, definitivamente, não deve ser oferecido aos cães. Isto porque, assim como alguns humanos, os cachorros apresentam intolerância a esse alimento. “Alguns animais podem ter intolerância à lactose, substância que está presente em maior quantidade no leite bovino”, explica Glaucia.

A intolerância se deve ao fato de que a composição do leite bovino se diferencia da composição apresentada pelo leite canino em relação aos nutrientes e a espécie, conforme justificam as veterinárias.

Veja também: 9 verdades e 1 mentira sobre a alimentação dos cães

Além disso, beber leite de vaca não acrescenta nutrientes no organismo do cachorro. “O leite da cadela é próprio para o cachorrinho, então irá suprir as necessidades dele melhor que o leite bovino, que não é próprio para a espécie. Ele [o leite canino] tem os nutrientes na proporção adequada para o filhote”, alerta Renata.

Apesar das especificidades de cada leite, a veterinária Renata lembra que podem ocorrer casos em que o leite canino não é tão saudável para os filhotes, mas mesmo nestas situações não é recomendado fazer o cachorro beber leite bovino na substituição. “Claro que existem os casos de mães [cadelas] desnutridas, que podem sofrer com baixa qualidade nutricional desse leite, mas nesses casos, recomenda-se os substitutos de leites caninos”, afirma.

Sintomas da intolerância à lactose em cães

Quando o cachorro acaba por beber leite de vaca em muita quantidade, o organismo dele pode apresentar sintomas de que algo está funcionando errado. “A maior quantidade de lactose presente no leite de vaca acaba excedendo a capacidade de digestão acarretando em diarreia, e em casos mais graves, sintomas gástricos mais severos como vômitos e inapetência“, conta Glaucia.

Nestes casos, a veterinária recomenda maior agilidade do tutor no tratamento. “Suspender o uso imediatamente, buscar hidratar o animal. Caso os sintomas persistam por mais de 24 horas, levar o animal para atendimento veterinário.”

Veja também: Sabia que o chocolate pode causar intoxicação nos cachorros? 

Curiosidade sobre o cão beber leite de vaca

Há quem acredite que beber leite de vaca pode transmitir verminoses no organismo dos cães. Porém, segundo a veterinária Renata esta afirmação não passa de mito. O que pode ocorrer, na verdade, é uma confusão com relação aos sintomas que o animal apresenta após o consumo desse leite.

Por apresentar sintomas como diarreia, falta de apetite e vômitos, muitos tutores podem acreditar que beber leite de vaca desencadeia vermes gastrointestinais nos cães. Entretanto, isso não acontece, tendo em vista que tais sinais indicam uma possível intolerância à lactose, que deve ser constatada pelo médico veterinário.

Como deve ser a alimentação de cães filhotes?

Para a veterinária Renata, quando os cães se tornam adultos eles não necessitam dos nutrientes encontrados nos mais variados tipos de leite, inclusive no tipo canino. “Todos os nutrientes necessários na idade adulta podem ser conseguidos através da ração de boa qualidade“, informa.

Contudo, quando se trata de filhotes, é necessário fazer uma compensação de nutrientes. Isto porque existem casos em que a cadela não pode amamentar os filhotes ou um deles é retirado da ninhada antes do tempo ideal, que é de, no mínimo, 45 dias.

“Existem produtos específicos para neonatos e filhotes em amamentação que devem ser dados sob orientação médico veterinária”, indica Glaucia Luna. Ainda segundo a veterinária, há contraindicações não só para o leite de vaca, seja ele em pó ou de caixinha.

“O ‘leite’ de soja também pode acarretar diarreia nos cães e gatos, além de desencadear episódios dermatológicos em animais atópicos ou com hipersensibilidade alimentar”, finaliza a especialista em saúde animal.

Além disso, o leite materno também não deve ser uma alternativa para os cães. Assim como beber leite de vaca não oferece os nutrientes necessários para o desenvolvimento dos cães, o leite materno também só satisfaz as crianças.

Outros alimentos que podem causar intolerância nos cães

De acordo com as veterinárias, não é apenas beber leite em si que pode causar sintomas gastrointestinais nos cães, mas também os produtos derivados do leite, como queijo, iogurte, papinhas industrializadas etc.

Além disso, Renata e Glaucia citam outros alimentos que causam intolerância no organismo de cães e as possíveis reações que eles provocam. São eles:

  • Comida gordurosas: Frango, soja e outros alimentos podem provocar problemas dermatológicos nos cães;
  • Chocolate: Devido à presença de certas substâncias tóxicas, o chocolate pode causar problemas cardíacos nos caninos;
  • Uva: Apesar de ser uma fruta muito saborosa, a uva pode provocar problemas renais no animal;
  • Cebola e alho: Estes condimentos podem provocar anemia hemolítica no cachorro. Mas não só eles como também as substâncias presentes em medicações (AAS, xaropes, pomadas);
  • Amêndoas: Alguns tipos de amêndoas podem causar problemas no sistema nervoso central dos cachorros.

Diante de todas estas informações, é ideal que o tutor se preocupe com a alimentação do seu filhote, não permitindo certos alimentos. Beber leite não é indicado e faz mal à saúde do pet. Além disso, para conseguir manter o cachorro saudável, é necessário estar sempre em contato com o veterinário de confiança.