,

Seu cão é ambicioso? Entenda o que fazer nesses casos

Os cães são diferentes entre si, enquanto alguns são mais submissos e obedientes, outros podem demonstrar-se ambiciosos e autoconfiantes. Um cachorro adulto que tem algumas destas características é o reflexo de um filhote com uma criação mal planejada.

Por esta razão, é necessário ensinar bons modos para os pets desde a fase de filhotes, momento da vida do animal em que ele aprende com mais eficácia.

O comportamento ideal para um cachorro é o que está em equilíbrio, ou seja, nem muito ambicioso e nem muito submisso. É necessário que o tutor ensine ao cãozinho que ele consegue ultrapassar os desafios, mas que ele nunca será o controlador da situação. De acordo com a behaviorista Gwen Bailey, no livro “O Filhote Perfeito”, o mais importante é manter a harmonia entre os sentimentos do peludo.

Como reconhecer um cão ambicioso?

A fase de filhote é a ideal para ensinar bom comportamento e evitar a ambição do pet

É preciso controlar o comportamento do animal (Foto: depositphotos)

“Um filhote nunca é igual a outro. A constituição genética dele e as primeiras experiências de sua vida terão um importante papel para determinar quão ambicioso ele será”, explica Bailey. Portanto, é necessário entender o peludo e suas primeiras características enquanto filhote e, se for preciso, trabalhá-las para aperfeiçoar os comportamentos do cachorro.

Entre os aspectos que podem ser identificados no filhote ambicioso é a vontade de controlar os momentos, sejam eles brincadeiras, passeios e até mesmo o espaço territorial. Além disso, os cães podem se tornar ambiciosos com o auxílio de um tutor desavisado, ou seja, aquele costuma oferecer inúmeros privilégios ao cachorrinho, sem que este tenha apresentado um comportamento adequado.

Veja também: Por dentro do período da adolescência dos cachorros

Técnicas para reagir a ambição do cão

Ser mais firme nos posicionamentos faz com que o tutor controle melhor as situações. Por exemplo, em brincadeiras de competição, como no caso do cabo-de-guerra, o dono precisa mostrar ao cachorro que ele vence na maioria das vezes, mostrando superioridade com relação ao filhote. Isto não quer dizer, porém, que é preciso ganhar sempre do peludo, mas que o tutor seja o vencedor por mais vezes.

Colocar limites nos comportamentos do animal também é uma forma de reprimir a ambição em um filhote. Assim, é importante existir o comando “não” na relação entre tutor e pet. Assim, quando o peludo apresentar um bom comportamento ele deverá receber uma recompensa por isso, caso contrário nada de mimos e presentes. Desta maneira, o cachorro vai aprender que precisa agradar você para conseguir o que deseja.

Veja também: Como desenvolver o controle comportamental do cão

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.