Cachorro enjoado em viagens de carro: o que fazer?

Alguns cães, principalmente os filhotes, podem ter enjoo quando estão em um carro em movimento; saiba como proceder nesses casos


Alguns cães, principalmente os filhotes, podem apresentar mudança de comportamento quando estão dentro de um carro em movimento. Isto ocorre porque, assim como nós, os cachorros também podem ficar enjoados devido o balanço do automóvel.

Com o passar dos anos, este problema costuma ser superado pela maioria dos cachorros, porém, alguns podem apresentar enjoo toda vez que a família sai em uma viagem de carro.

Por que os cachorros enjoam?

O enjoo pode ocorrer devido à estimulação do ouvido interno, que é responsável por manter o equilíbrio do corpo. Outro motivo da experiência desagradável é o estresse, pois o passeio de carro pode estar associado a situações desagradáveis, como a ida ao veterinário, injeções ou o medo de ir para longe do seu dono. Tudo isto gera ansiedade e insegurança no animal de estimação, podendo desencadear enjoos e vômitos.

Cachorro enjoado em viagens de carro: o que fazer?

Foto: Pixabay

O dono deve estar sempre atento, pois o vômito não é o único sinal de que o seu cãozinho não está bem. Outros sinais que demonstram o mal-estar do animal são os seguintes: bocejar excessivamente, apatia, comportamento incomum, respiração ofegante e salivação excessiva.

Como impedir a sensação de enjoo do cão?

O seu cão pode estar também passando mal devido o estresse ou pela questão do movimento do veículo, mas existem algumas providências que você pode tomar para auxiliá-lo em ambos os casos. Confira a seguir algumas medidas que podem ser tomadas para que o cão se acostume a andar de carro:

  • Sempre que for passear com o cão, use uma guia e coleira peitoral (ou uma caixa de transporte próprio) para que ele fique em segurança. Permanecer seguro e olhando para frente pode reduzir as chances de o cachorro passar mal;
  • Acostume o seu pet a andar de carro, levando-o regularmente para alguns passeios rápidos, até que a situação vire rotineira. Para que o seu animal de estimação goste mais do carro, você pode incentivá-lo a entrar usando brinquedos e petiscos. E lembre-se de dar muita atenção e carinho ao bicho, pois isso também ajudará a reduzir a ansiedade;
  • Nas primeiras vezes que for passear de carro com o animalzinho, deixe o motor desligado para que ele primeiramente se acostume com o ambiente;
  • Deixe a janela do carro aberta para o ar circular e deixar um ambiente confortável para o seu cachorro;
  • Confira se há excesso de cera nos ouvidos do seu cãozinho, pois isto pode causar uma sensação de instabilidade quando o automóvel estiver em movimento;
  • No caso de viagens longas, é recomendável fazer paradas a cada a duas horas, além de escolher os horários mais frescos;
  • Não alimente o seu cão por no mínimo três horas antes da viagem;
  • Se o cachorro sofrer muito com a ansiedade, ele pode precisar tomar medicamentos calmantes. Alguns dos medicamentos mais utilizados para tratar este problema são os antieméticos (para prevenir náuseas e vômitos), os anti-histamínicos (para tratar alergias) e os sedativos (dão sono e aliviam a sensação de enjoo). No entanto, lembre-se que o diagnóstico e a prescrição do medicamento adequado devem ser feitos por um médico veterinário.


Reportar erro