Tutor improvisa para levar seu cão doente para passear

Muito doente e sem conseguir andar, Maverick estava ficando depressivo, o que só piorava o seu estado. Felizmente, seu tutor achou um meio de animá-lo


Maverick é um cão da raça golden-retriever que não teve uma vida muito fácil. Abandonado por seus primeiros tutores, ele passou cerca de três meses sobrevivendo sozinho em uma floresta.

Após esse incidente, os cãozinho foi levado a um abrigo de animais e logo foi adotado por Joey Maxwell. Isso aconteceu há oito ano atrás.

“Quando o adotamos, ele era só pele e ossos, mas ele era perfeito. Foi amor a primeira vista e imediatamente sabíamos que ele seria o nosso cachorro. Nós os temos desde então e ele é simplesmente espetacular,” contou Joey ao The Dodo.

maverick-junto-com-seus-tutores

Fotos: Reprodução/ The Dodo

Há dois anos, ele foi diagnosticado com câncer e conseguiu superar a doença, porém, a doença voltou com tudo há cerca de dois meses. Em uma manhã, Maverick não conseguia mais andar, comer ou beber água, o máximo que conseguia fazer era erguer a cabeça e se rastejar.

Além do câncer, o cão estava com uma anemia grave e ficando depressivo.

maverick-deitado-ao-lado-de-seu-tutor

A fim de animar e tentar amenizar os sentimentos depressivos do amigo, Joey decidiu levar o cãozinho para fazer o que ele mais gostava, passear pelas ruas. Visto que ele não conseguia se movimentar, o tutor conseguiu com um comerciante um carrinho de carregar estoque no qual ele pudesse carregar o seu cachorro.

joey-passeando-com-maverick

maverick-muito-feliz-e-com-a-lingua-para-fora-enquanto-passeia

Assim que começou a puxar o cãozinho pelo vagão, ele já pôs a língua para fora e ficou todo feliz. “Foi uma transformação instantânea. Então no dia seguinte fizemos a mesma coisa e vamos continuar passeando com eles todos os dias,” contou Joey. “Sempre que vamos passear as pessoas vem falar com ele, coisa que ele gosta muito.”

mulher-falando-com-maverick-durante-passeio

Graças aos passeios a saúde dele tem melhorado muito. Apesar de ainda não conseguir andar, o veterinário disse que ele tem saúde o suficiente para iniciar uma outra quimioterapia.

 

Com informações de The Dodo


Reportar erro