Pesquisa revela: metade dos donos abandonariam seus cachorros

De acordo com os realizadores da pesquisa, essas mesmas pessoas teriam condições de levar os animais com elas, mas optaram pelo contrário


As histórias de cachorros fieis aos seus donos mesmo depois da morte ou do abandono viralizam na internet. Em contrapartida à fidelidade desses bichinhos, uma pesquisa recente revelou que apenas 41% dos donos não abandonariam os seus cãezinhos em caso de mudança.

O levantamento “Paixão por Bichos de Estimação” feito pelo Ibope em parceria com a Instituto Waltham, publicou ainda que 14% das pessoas entrevistadas já abandonaram um cão ou gato por motivo de mudança de endereço.

Vale lembrar que, de acordo com os realizadores da pesquisa, essas mesmas pessoas teriam condições de levar os animais com elas, mas optaram pelo contrário.

Pesquisa revela: metade dos donos abandonariam seus cachorros

Foto: depositphotos

Ricardo Dias, colaborador do estudo e professor da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade de São Paulo, disse que nesses casos, a pessoa responsável pelo animal justificou a rejeição pelos seguintes motivos: “não ter tempo para cuidar como gostaria ou porque o comportamento era inadequado ou porque o filho nasceu ou porque era muito caro”. Todas essas justificativas, segundo Ricardo, seriam contornáveis.

De acordo com o especialista, a pessoa deve pensar “dez mil vezes” antes de ter um bichinho de estimação e não deixar se levar pelo impulso da adoção, pois a pesquisa mostrou que “qualquer alteração na estrutura da família faz com que eles sejam abandonados. Afinal, para a maioria das pessoas, eles não são prioridade”, afirma o professor.

A advogada Ana Paula Vasconcelos também fica indignada com essas atitudes: “a pessoa adota ou compra um animal pequeno e quando começa a crescer demais abandona ou quer manter amarrado. Compra um animal por impulso, por ser pequeno e fofo e se esquece que junto vem o trabalho com a sujeira, gastos, noites sem dormir”.

Castração pode evitar abandono

A castração é uma atitude simples que pode melhorar a qualidade de vida dos pequenos animais domésticos. É o que acredita a pesquisa “Paixão por Bichos de Estimação” feita pelo Ibope em parceria com a Instituto Waltham.

No estudo, 42% dos donos de cães e gatos no Brasil não castraram seus animais. Essa atitude tem reflexos diretos na proliferação desses bichinhos, além de influenciar o abandono e os maus-tratos.

Abandonar animal é crime

A Lei 9608/98 que trata de crimes ambientais prevê uma pena de três meses a um ano de detenção em casos de abandono e maus-tratos de animais. Além disso, a pessoa recebe uma multa no valor de R$ 500. O ato de abandono nesse caso engloba situações nas quais a pessoa deixa o bichinho na rua ou na casa de terceiros.


Reportar erro