Horário de verão também interfere na vida dos cães

Os pets acostumam-se com a rotina familiar e é claro que com a alteração na vida dos tutores, os animais também vão ser afetados


É comum ouvir relatos de pessoas que ficam mais cansadas ou desorientadas após o início do horário de verão. A mudança na rotina durante este período tem seus prós e contras.

Além dos adultos, o horário de verão também interfere na vida das crianças, que já estão habituadas a realizarem determinadas atividades durante o dia, mas que vão precisar adequar-se ao novo momento.

Mas, será que essa mudança de horário também afeta a vida dos cães? De acordo com a veterinária Andressa Felisbino, da DrogaVET, a resposta é sim, pois da mesma forma que as crianças, os pets acostumam-se com a rotina familiar e é claro que com a alteração na vida dos tutores, os animais também vão ser afetados.

Horário de verão também interfere na vida dos cães

Foto: depositphotos

Entender como isso ocorre e o que pode ser feito são formas de amenizar as dificuldades do peludo.

O horário de verão na vida dos cães

Mesmo sem saber a hora condizente com o relógio, o cachorro sabe qual o horário que ele deve comer e já alerta ao dono. No caso de passeios a mesma história, quando vai chegando perto do horário de dar uma volta o cão já fica agitado, vai até a porta, chama a atenção do tutor etc. Isso tudo porque o animal já criou uma ordem cronológica na cabeça que envolve as atividades da família.

Quando há uma mudança de hábitos relacionados ao horário, como no caso do horário de verão, é imprescindível que o tutor saiba como reagir. Por exemplo, para Felisbino a dica é mudar todos os dias o horário da alimentação e do passeio.

“Quando o horário do passeio começa pode ser que o animal não esteja pronto para suas necessidades, o que torna a caminhada mais demorada. Com a alternância de horários, o pet não estranhará tanto quando o relógio for atrasado novamente”, explica. Desta maneira, é possível diminuir o sentimento de ansiedade, os latidos excessivos e também a agitação dos pets.

Outros cuidados desse período

O verão em si é um período perigoso para os cães, pois é a época do ano em que os parasitas se proliferam com mais intensidade.

Por isso, é importante ficar de olho na saúde dos cães, tendo em vista que quando mais cedo for descoberto mais chances tem de cura. Sintomas como depressão, desidratação e anemia, são indícios de contaminação e merecem atenção veterinária com urgência.

Um outro cuidado que os tutores devem ter é com a exposição ao sol, uma vez que da mesma forma como os raios ultravioletas podem afetar a saúde do humano eles também podem interferir na saúde dos cães. Por isso, evite caminhadas e brincadeiras em lugares com muita incidência.


Reportar erro