Espinho de ouriço ou porco-espinho em cachorro: como retirar?

Estes animais parecem inofensivos, mas basta uma sacudida para que os espinhos, que fazem parte da estrutura corporal deles, machuquem quem estiver perto


Um passeio com o cachorro em chácaras ou sítios pode acabar resultando em uma enorme dor de cabeça. Isto porque, ao permitir que o animal fique solto pelo terreno e sem a supervisão de alguém, o tutor acaba deixando o animal exposto à situações de risco, como é o caso de ser atacado por espinhos de ouriço ou porco-espinho.

A primeira vista, estes dois animais parecem inofensivos, mas basta uma sacudida na pele para que os espinhos, que fazem parte da estrutura corporal deles, saiam e machuquem quem estiver por perto. Caso o cão esteja com o focinho próximo, pode se tornar um alvo facilmente. De acordo com Amy D. Shojai, no livro “Primeiro Socorros para Cães e Gatos”, este tipo de situação é bastante dolorosa e pode causar uma reação alérgica no animal.

Sendo assim, ainda segundo a autora, é indicado procurar o médico veterinário caso o animal apareça com o focinho ou boca cheio de espinhos. “No entanto, a extração dos espinhos resolve o problema e, se houver apenas uns poucos, o pronto atendimento pode dar conta da tarefa”, explica Shojai. Por isso, é indicado retirar os espinhos o mais rápido possível.

Espinho de ouriço ou porco-espinho em cachorro: como retirar?

Foto: depositphotos

Passo a passo: como socorrer um cão com espinhos no focinho?

1. Aposte em um anti-histamínico

Como já foi mencionado, o animal pode desencadear uma reação alérgica devido aos corpos estranhos que perfuraram o focinho. Desta forma, edemas e fortes dores podem surgir como consequências do ocorrido. Para tratar isso, dê ao animal algum anti-histamínico, tendo em vista que além de diminuir os sintomas vai provocar no animal sonolência, deixando-o mais calmo.

2. Imobilize o animal

Para conseguir tirar os espinhos do animal, é importante que ele esteja o mais imóvel possível. Isto porque, se o cachorro se mover enquanto é retirado os corpos estranhos é possível que se machuque ainda mais. Por isso, peça ajuda a uma terceira pessoa, para segurar o pet, enquanto você retira.

3. Retire os espinhos: utilize luvas grossas e pinças

Antes de começar a retirar, coloque uma luva grossa, como as de jardinagem. Esta medida é importante, pois previne que os espinhos também lhe perfurem os dedos, portanto previna-se. Além das luvas, use também pinça hemostática para retirar os espinhos. A dica para tirar da maneira correta é segurar bem perto do ponto onde o espinho penetra na pele.

4. Procure por espinhos escondidos

Depois de retirar os mais visíveis, procure pelos espinhos mais escondidos que se não tirados de imediato podem virar edemas e deixar a pele inflamada. Lave bem a região para conseguir ver com mais qualidade. Quando todos os corpos estranhos forem removidos, limpe a área com água morna e sabão antisséptico, depois enxague com cuidado.


Informar erro