Dicas: se previna de agressividade e mordidas do seu cão

Diante de mordidas e puxões, o tutor precisa repreender o animal. A ideia é fazer com que ele perceba que esses comportamentos são inadequados


A maior parte do comportamento de um cachorro adulto é reflexo das atitudes cometidas por ele na fase filhote e que eram incentivadas ou, pelo menos, não repreendidas pelos tutores. Mordidas e agressividades são alguns dos exemplos, que começam como brincadeiras, passam despercebidas pelo tutor e acabam tornado-se problemas sérios na fase adulta.

Assim, quem não deseja ter “dores de cabeça” com um cão violento na fase adulta da vida, deve impedir certos tipos de brincadeiras iniciadas pelo peludo ainda filhote, que envolvem mordidas e puxões.

IMPORTANTE! Até os setes meses de idade, o cachorro ao morder não tem intenção de machucar. Isto porque, nesta fase ele não tem noção da força que possui e tem pouca confiança nas próprias habilidades.

Dicas: se previna de mordidas e agressividade do seu cão

Foto: depositphotos

Porém, com o passar do tempo ele pode achar normal resolver os problemas com mordidas e agressões, por isso que o quanto antes estes tipos de comportamentos forem repreendidos pelo tutor, mais chances o animal tem de se tornar um adulto educado.

O que fazer para repreender o cãozinho?

Diante das situações de mordidas e puxões, o tutor precisa tomar atitudes para repreender o animal. A ideia é fazer com que ele perceba que tal comportamento é inadequado e não pode ser levado a diante. Assim, podem ser colocadas em prática algumas formas de adestramento que são simples, mas precisam de muita paciência do tutor.

Afaste-se

Quando o pet estiver se divertindo com mordidas, afaste-se dele, de forma a interromper a brincadeira. Levante-se e vire as costas para o peludo, fazendo com que ele perceba que você está ignorando este tipo de brincadeira. Repita esta atitude todas as vezes que forem necessárias, até que o cachorrinho entenda que para te ter por perto não pode usar brincadeiras de mordida.

Grite ‘ai!’

Outra maneira de ensinar ao cachorro que morder não é adequado é gritar uma palavra que assuste ele no sentido de fazê-lo parar. O “ai!” demonstra que aquela atitude machuca e que ela não é bem-vinda. Depois do grito, olhe para mão ou para região que estava sendo mordida e ignore o cachorrinho, aos poucos ele vai reconhecer que a mordida machuca e afasta o tutor dele.

Invista em brinquedos

Muitas vezes, as mordidas são ocasionada pelo nascimento dos dentes, fase em que a gengiva coça bastante e incomoda o animal ao ponto dele procurar lugares para morder. Dar opções de brinquedo ao cachorro é uma maneira de incentivá-lo a morder os objetos corretos e não as pessoas, roupas ou móveis.

Repreenda o animal com o comando ‘não’

O cachorrinho pode achar que pessoas correndo em sua frente ou peças de roupa em movimento são alvos para “atacar”. Isto porque, quando ele está com os irmãos essa é a brincadeira favorita deles. Para repreender esta atitude, basta dizer o comando “não” no momento que ele partir para cima, com voz firme. Depois disso, saia de perto do pet e se ele não tentar novamente o elogie. Sempre que houver bom comportamento do animal, é importante elogiar, fazer carinho ou agradar com algum petisco.


Reportar erro