Calminho, calminho: música erudita promete relaxar os cães

Ao soltar o play em canções eruditas, pesquisadores observaram que os cães tiveram seus batimentos cardíacos e salivação diminuídos


As vidas dos cãezinhos que moram em abrigos são complicadas. Não que eles não recebam amor, comida e cuidados, mas é que eles precisam dividir tudo isso com outros animais.

Para ter uma noção, basta pensar como é para um tutor que precisa dividir a atenção para dois cães dentro de casa, vez ou outra os pets acabam ficando com ciúmes do responsável. Então, imagine quando isso ocorre em um ambiente com muitos animais?

Infelizmente, muitos cães acabam sofrendo com depressão, ansiedade ou estresse. E para contornar esses problemas, os voluntários dos abrigos precisam se esforçar criando alternativas que consigam suprir à falta de um lar, pelo menos enquanto não são adotados. Uma das maneiras encontradas por um abrigo na Inglaterra foi colocar música erudita para promover um efeito calmante nos pets, e não é que a ideia deu certo?

calminho-calminho-musica-erudita-promete-relaxar-os-caes

Foto: Pixabay

Estudos e comprovações

Pesquisadores do SPCA Escocês e da Universidade de Glasgow descobriram que a música clássica consegue provocar um efeito calmante nos cães. Isso porque, ao soltar o play em canções eruditas, os cachorros tiveram seus batimentos cardíacos, salivação e comportamento agitado diminuídos significativamente. Além disso, no mesmo teste, os cães passaram menos tempo latindo quando ouviram a música.

Um exemplo dessa reação pode ser comprovada no caso de Leo, um staffordshire bull terrier que espera por uma adoção em um abrigo na Inglaterra. De acordo com o gerente do centro, quando o peludo fica estressado, ele gosta de ficar embaixo da coberta e ouvindo as músicas clássicas que os voluntários colocam.

Vale ressaltar, entretanto, que não é qualquer música que consegue acalmar os pets. Segundo uma das professoras da Colorado State University, Lori Kogan, idealizadora de pesquisas dessa magnitude, o som do heavy metal, por exemplo, não produz tranquilidade nos animais. Pelo contrário, para a docente, os cães ficaram ainda mais amedrontados e nervosos com esse tipo de música.

Fazendo o teste com o seu dog 

Seja você voluntário de uma Organização Não Governamental que cuida de animais ou apenas um tutor de um peludo, tente fazer o teste com seus cães. Coloque alguma música clássica para o cachorro ouvir e, de preferência, em um volume agradável. É preciso levar em consideração que os peludos possuem uma ótima audição, então não é necessário deixar o volume do som muito alto.

Esta técnica pode ser uma boa opção para quem vai deixar o cachorro só em casa ou em épocas de fogos de artifícios.


Reportar erro