Cães são capazes de entender o que dizemos, independente da entonação

Os cães são capazes de entender o vocabulário, associar com o tom de voz e descobrir significados complexos do que falamos para eles


Quem tem cachorro em casa já deve ter passado pela situação de se flagrar falando com o animal. Apesar de gerar estranheza em muitos, a prática tanto é saudável para a relação entre o cão e dono, como é algo compreensível para o animal.

Não é novidade que os cães são capazes de compreender grande número de palavras ensinadas. E para investigar os processos neurais por trás dessa proficiência linguística, alguns estudiosos fizeram experimentos com 13 cães. Os animais permaneceram dentro de uma máquina de ressonância, enquanto escutavam as vozes dos donos.

Os cães utilizam os mesmos mecanismos cerebrais que os seres humanos usam para processar as palavras e entonações. Graças a isso, os cachorros se tornam capazes de entender o vocabulário, associar com o tom de voz e descobrir significados complexos.

Cães são capazes de entender o que dizemos, independente da entonação

Foto: depositphotos

No experimento, os cães ouviram elogios com uma entonação amigável e depois essas mesmas frases com uma entonação neutra. Enquanto isso acontecia, os pesquisadores tentavam determinar quais áreas do cérebro eram ativas pelo vocabulário e pela entonação.

O hemisfério esquerdo do cérebro dos cães mostrou-se na pesquisa como algo que parecia estar envolvido em discernir os significados das palavras, independente da entonação que elas tinham. Enquanto isso, uma parte do lado direito respondeu apenas à entonação e não ao significado da palavra. O mesmo acontece no cérebro humano.

Attila Andics, co-autor do estudo, revelou em uma entrevista veiculada pelo portal Iflscience que isso demonstra como o cérebro canino “analisa não apenas separadamente o que dizemos e como dizemos, mas também integra os dois tipos de informação, para se chegar a um sentido unificado.”


Informar erro