Cachorros podem apresentar sedentarismo?

Estima-se que 30% dos cachorros no Brasil são obesos, uma consequência grave do sedentarismo e que abrange uma série de problemas de saúde


De acordo com a última pesquisa elaborada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o sedentarismo em pessoas mais que dobrou em sete anos.

Para se ter uma ideia, o número saltou de 20% para 46%. Em outras palavras, quase metade da população brasileira é sedentária. Mas então você pode estar se perguntando o que estas estatísticas têm a ver com os cães.

E a resposta é: exatamente tudo. Isto porque, o estilo de vida que os seres humanos possuem reflete, diretamente, na vida de seus cães.

Assim, estima-se que 30% dos cachorros no território brasileiro são obesos, uma consequência grave do sedentarismo e que abrange mais uma série de problemas de saúde

E está certíssimo quem acredita que este é um distúrbio atual na vida dos pets, pois há 15 anos os animais tinham mais qualidade de vida.

Cachorros podem apresentar sedentarismo?

Foto: depositphotos

Causas do sedentarismo em cães

Todas as justificativas para o sedentarismo que afeta o cachorro estão relacionadas ao estilo de vida que o tutor propõe para o peludo.

E a principal delas é a falta de estímulos para brincadeiras, passeios, corridas e outras atividades físicas que o pet está apto à realizar. Esta dificuldade é um reflexo da falta de tempo que as pessoas estão condicionadas a viver.

Além disso, a alimentação é outro fator decisivo no sedentarismo. Também reféns de alimentações rápidas e pouco nutritivas, muitos tutores acabam oferecendo estes pratos aos cães.

Neste sentido, os peludos passam a se alimentar de forma inadequada, resultando na falta de energia e, consequentemente, na falta de disposição para atividades físicas.

Consequências do sedentarismo

Parar de gastar energia e ter uma alimentação inapropriada, fazem com que o animal fique acumulando gorduras. E não é a toa que a maioria dos cães sedentários são também obesos.

Por esta razão, a obesidade vem como a principal consequência do sedentarismo e é também responsável por outros distúrbios de saúde, como: problemas cardiovasculares, dificuldades respiratórias, transtornos musculares e articulares.

Além destes casos já citados, o cachorro sedentário tem mais chances de se tornar diabético.

O que pode ser feito para reverter estas situações?

Para tirar o animal do sedentarismo ou evitar que o pet chegue a estas condições, é necessário traçar um plano de saúde junto com um veterinário de sua confiança.

É preciso que o tutor esteja dispostos para mudar o estilo de vida, levando em consideração alguns pontos, a exemplo de:

  • Sair para passear mais vezes com o cachorro;
  • Estimular exercícios físicos através de brincadeiras;
  • Melhorar a alimentação oferecida ao pet, dando-lhe a mais apropriada;
  • Não oferecer petiscos inapropriados para a alimentação do animal.


Reportar erro