Saúde do buldogue francês: doenças e cuidados básicos

Esses animais podem desenvolver determinadas doenças que estão associadas à sua estrutura física, como o pelo e as dobras no corpo


Adotar um animal é um compromisso de longo prazo e que necessita de bastante interesse do tutor. Idas ao veterinário, banhos, tosas, passeios diários, atenção e carinho são algumas das atividades que um dono deve fazer juntamente com o seu cachorrinho, tendo em vista que os papais humanos são responsáveis pela saúde, diversão, estética e tudo o que está relacionado com uma vida tranquila e saudável desses peludos.

O cuidado com cães da raça buldogue francês não deve ser diferente. Esses pequenos e fortes cãezinhos merecem toda a atenção necessária, assim como qualquer outro pet, seja ele de raça ou não. Porém, o que difere é que esses animais possuem uma tendência a desenvolverem determinadas doenças que estão associadas a sua estrutura física, como o pelo e as dobras no corpo. Se você tem um buldogue francês ou pensa em criar um saiba quais são as doenças mais sérias que afetam a saúde desses peludos e quais cuidados devem ser levados em consideração visando o bem-estar deles.

Características do buldogue francês

Os cães dessa raça são de pequeno porte e cabem perfeitamente no colo. Pelo tamanho se adaptam facilmente em ambientes pequenos, como apartamentos. Porém, apesar de pequenos, são bem enérgicos e precisam de passeios diários para suprir a animação que são esses peludos.

Um aspecto relevante é a estrutura corporal desses pequenos, pois eles possuem uma musculatura forte, o que lhes dá autoconfiança para não temer outros animais. Sua pele possui dobras, principalmente, próximas ao focinho e por isso requer atenção. Corajosa, afetuosa, aliada das crianças e paciente, essa raça tem cara de poucos amigos, mas na verdade é uma ótima companheira.

Saúde do buldogue francês: doenças e cuidados básicos

Foto: Pixabay

Doenças comuns dessa raça

A pele desses animais é uma das partes mais preocupantes para o tutor e os veterinários, isso porque ela está propensa a desenvolver determinadas doenças com a dermatite de dobra facial, dermatite interdigital, atopia e alergia alimentar. Todos esses problemas causam coceira, vermelhidão e, por vezes, ferimentos sérios no corpo dos cães.

Além disso, o buldogue francês é um dos campeões ao que se refere em problemas oculares. Entrópio, problema na pálpebra; catarata, afeta o cristalino e pode causar cegueira; distriquíase, irritação do olho através do crescimento anormal dos cílios; e olho de cereja, uma doença caracterizada pelo lacrimejamento ocular constante causado por irritações.

Outras doenças comuns para essa raça são a displasia coxo-femoral, que machuca o quadril ou as articulações no geral causando muita dor e incômodo ao animal, e distocia que nada mais é que a dificuldade no parto, provocada pela pequena passagem no canal por onde o feto sai comparada ao tamanho de sua cabeça. Nesse último caso, os veterinários muitas vezes recorrem a uma cesariana.

Cuidados essenciais

Todo animal deve ter direito a ir ao veterinário duas vezes ao ano ou quando se fizer necessário. O banho deve ser regular assim como a tosa, se for o caso. Cães como o buldogue francês, que possuem dobras no focinho, precisam de uma atenção maior no momento da secagem, tendo em vista que pode infeccionar a pele causando alergias e incômodos.

Escove o pelo do animal com frequência para evitar infecções. E quando surgir algum sinal diferente no seu pet, não espere. Busque auxílio veterinário.


Reportar erro