Rouquidão em cachorros: o que pode ser?

Os pets que apresentam rouquidão podem estar sofrendo de patologias graves e que podem colocar suas vidas em risco


Os cães costumam apresentar sintomas semelhantes aos humanos em algumas doenças. Por exemplo, quando o homem está com gripe é provável que ele tenha coriza, manifeste uma tosse e também fique com a voz rouca. Nos cachorros isso também pode ocorrer, porém esse último sintoma pode ser muito além do que um sinal de gripe. Os pets que apresentam rouquidão podem está sofrendo de patologias graves e que podem colocar suas vidas em risco.

Se o seu peludo está latindo rouco é bom ficar atento a outros sinais e assim saber como agir em cada situação. Neste artigo, vamos entender quais motivos levam o cão a apresentar a rouquidão, desde os mais leves até as doenças mais sérias.

Porque os cães ficam roucos?

Rouquidão em cachorros: o que pode ser?

Foto: Reprodução/ internet

Latido

O estresse pode desenvolver diversos comportamentos ruins no cachorro, entre eles está o latido. Quando os cães ficam um certo período presos ou são obrigados a passar um bom tempo longe de seus tutores, eles podem latir em excesso e, com isso, provocar uma irritação nas cordas vocais. Esse problema pode ser percebido através da rouquidão. Para evitar esse tipo de problema, busque oferecer outras alternativas para que seu cão se distraia e pare de latir por momentos prolongados.

Gripes

Esse caso também é fácil de ser descoberto, isso porque a rouquidão vem acompanhada de tosse. Existem certos tipos de gripes, entre elas pode-se citar a tosse dos canis, que é a mais comum entre os peludos e é um doença altamente contagiosa. Sendo assim, o cachorro que estiver com ela deve ficar distante de outros animais. Também chamada de traqueobronquite deixa o latido rouco devido a tosse constante. A ida em um veterinário é indispensável.

Velhice

Essa possibilidade explica a rouquidão no animal, mas a incidência é bem menor. No caso dos cães velhinhos, o latido só fica rouco se durante toda a vida o animal apresentou diversos problemas no sistema respiratório. Ou então o animal apresenta o colapso na traqueia, um problema que se manifesta com maior incidência nessa fase da vida dos pets. Procure um veterinário com urgência.

Obstruções

O latido pode surgir rouco em um cão aparentemente saudável devido à obstruções. Elas podem ser provocadas por algum alimento, mucosa, massa ou qualquer outro elemento que o cão tenha colocado na boca. Além da rouquidão, o cão também apresenta dificuldade para respirar ou engolir. Nesse caso, o veterinário deve ser procurado imediatamente.

Cinomose

A cinomose é uma doença que afeta cães de todas as idades, mas a maior incidência está em filhotes. Ela é uma virose que ataca diversos sistemas do corpo do animal, como digestivo, nervoso e o respiratório. Desta forma, pode causar febres, secreções purulentas e outros sintomas que podem desencadear a rouquidão no latido.

É muito fácil a transmissão, por isso, os cães que estão em suspeita devem ficar isolados para evitar a contaminação de outros animais saudáveis.  O melhor jeito e o mais eficaz é imunizar o pet desse vírus, com as vacinações necessárias. Caso o animal esteja com indícios de cinomose, o tratamento deve se iniciado logo. Só assim o portador tem mais chances de se recuperar.

Condrossarcoma

O condrossarcoma, assim como a cinomose, é uma das doenças mais sérias que tem a rouquidão como um de seus sinais. Diferentemente da anterior, que é uma virose, o condrossarcoma é um tumor que se desenvolve em tecidos cartilaginosos, assim como o da laringe. Se alojado nessa região, tem a capacidade de alterar a “voz” do cachorro, deixando-a rouca. Nesse caso, a ida em um veterinário deve ser feita imediatamente. Quanto mais cedo descobrir, mais chances o animal tem de se recuperar.


Reportar erro