Descubra tudo sobre o câncer de útero em cadelas

O câncer de útero em cadelas é uma ocorrência comum e independe de qual é a raça do animal. Conheça os sintomas e o diagnóstico deste problema


O câncer de útero em cadelas, infelizmente, é uma ocorrência comum, independente de qual é a raça do animalzinho de estimação. Este problema é caracterizado pela formação do crescimento anormal das células do útero, e as causas podem estar relacionadas à presença de infecções bacterianas, como a piometra, a presença de hormônios e fatores genéticos.

O tutor deve sempre estar bem atento à saúde da sua pet e, caso note qualquer anormalidade no sistema genito-urinário, como a presença de qualquer tipo de corrimento, deve levar o animal de estimação ao veterinário imediatamente.

Sintomas do câncer de útero em cadelas

São diversos os tipos de neoplasias, como leiomiomas e fibrossarcomas, que podem ocorrer em qualquer cadela de qualquer raça, e que já tenha alcançado a maturidade sexual. A forma mais comum de câncer uterino em cadelas é o leiomioma, denominado pelos patologistas como “tumor benigno”. Embora seja assim considerado, o problema deve receber toda atenção como qualquer tipo de câncer, pois eles podem crescer bastante e devem ser removidos por meio de cirurgia.

Apenas o exame clínico e biópsias realizados por um médico veterinário poderão determinar qual o tipo de câncer. Não existe um sintoma específico de câncer em cadelas, mas um conjunto de fatores que levam o especialista a considerar a doença.

Descubra tudo sobre o câncer de útero em cadelas

Foto: Reprodução/ internet

Os sintomas mais comuns de câncer de útero em cadelas incluem apatia ou tristeza, falta de apetite, corrimento ou qualquer tipo de sangramento vaginal, aumento da ingestão de água, ocorrência de vômitos, tosse e qualquer tipo de aumento na região abdominal.

Os sintomas podem ou não serem observados ao mesmo tempo, mas todos eles são importantes para o diagnóstico da doença. Caso observe um ou mais sintomas descritos, o tutor deve levar a cadela a um veterinário o mais rápido possível.

Quando não são tratados, os casos de câncer uterino podem evoluir bastante e levar o bichinho à morte. Existem ainda os casos em que a doença está associada a infecções secundárias ao câncer, como a piometra, que aumenta o risco de uma infecção generalizada.

Estes problemas também podem comprometer a fertilidade da cadela, além de causarem abortos e outros problemas na hora do parto, como o nascimento de filhotes prematuros.

Prevenção

Para evitar esta doença, uma boa opção é a castração da cadela. E nos casos em que o pet não é castrado, o tutor nunca deve aplicar medicamento para inibir o cio, pois eles aumentam os riscos de desenvolvimento de doenças no útero.

As cadelas ainda podem desenvolver um tipo de câncer de origem infecciosa, denominado Tumor Venéreo Canino. Para prevenir o problema, o contato com cães contaminados deve ser evitado.

Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico preciso do câncer do útero em cadelas é feito por um médico veterinário, por meio de exame clínico e exames laboratoriais, como biópsias e exames de sangue, raios X ou ultrassom.

O tratamento consiste em quimioterapia, que é empregada de acordo com o diagnóstico, e as cirurgias são realizadas de acordo com o critério do veterinário.


Reportar erro