Saiba tudo sobre dermatite canina

Seu cão tem coceira constante? Pode ser que ele esteja com dermatite canina…


A dermatite não é uma doença que apenas os humanos podem ter, ela é muito comum nos cães e essas doenças de pele devem ser tratadas logo no início para que não provoquem consequências mais graves. A maioria dessas doenças de pele são causadas por algum tipo de alergia ou infecção. Veja agora um pouco mais sobre a dermatite, quais suas causas e como tratar.

O que é a dermatite?

A dermatite é uma doença de pele que pode causar sérios problemas no corpo, assim como nos homens, também pode surgir em qualquer momento da vida de um cão.

Dermatite canina

Foto: Reprodução

Caso o seu cachorro sempre fique se coçando e mordendo o corpo, tenha atenção, pois ele pode estar com alguma dermatite. Podemos dizer que a dermatite é uma coceira inflamatória na pele, podendo ser crônica ou temporária. Essa doença não é grave, é bem simples e de acordo com a causa da dermatite o tratamento também pode ser simples ou envolver algum tipo de medicação. Mas como toda doença, se não for tratada corretamente, pode causar sérios problemas.

Principais tipos de dermatite

Geralmente quando vemos um cão se coçando imaginamos logo que ele está com pulga, não é mesmo? Mas é preciso ter muita atenção quanto a essas coceiras, pois pode ser um tipo de dermatite. De modo mais geral, podemos classificar a dermatite em três tipos:

  • A dermatite alérgica – causada por alergias e sensibilidade.
  • A dermatite infecciosa – causada por fungos e bactérias.
  • A dermatite autoimune – causada por reação do próprio organismo a ele mesmo.

Causas

Existem vários fatores que podem causar a dermatite como sensibilidade a certos tipos de produtos, alergias, má nutrição, estresse, distúrbios emocionais, umidade, genética, mas os principais fatores que causam essa doença são os fungos e bactérias.

Algumas doenças como o hipertireoidismo canino, hiperadrenocorticismo e problemas com de origem endócrina, muitas vezes também são considerados fatores que ajudam no aparecimento das dermatites.

Quando o cachorro possui uma pelagem comprida e cheia é bom ter ainda mais cuidado com a higiene e escovação dos pelos, pois a umidade e falta de ventilador fazem com que o pelo dele não seque completamente, facilitando o surgimento de dermatites. Então fique atento após o banho do seu cão, certifique-se de que seu pelo está completamente seco.

A dermatite pode surgir como uma simples coceira, mas de acordo com o tipo e o tempo que o cão possui essa doença, pode causar inchaços vermelhos na pele, inflamações, manchas, bolhas, crostas, a pele fica áspera, descama e o pelo começa a cair.

Como tratar?

O primeiro passo para tratar a dermatite no seu cão é identificar qual a origem desta doença, pois ao descobrir isso é possível identificar qual o tipo de dermatite o cachorro tem e em seguida iniciar o tratamento adequado.

É importante levar o cão ao veterinário, para que ele seja tratado adequadamente de acordo com o tipo de dermatite e seu nível de avanço. Nunca tente tratar de forma caseira sem o auxílio de um especialista, pois existem pomadas e antibióticos específicos para cada tipo de dermatite.

Os tratamentos, geralmente, são feitos através de produtos antissépticos, como shampoo terapêutico, e em casos mais graves, usa-se medicação oral antibiótica. O ideal é que seja observado também o ambiente em que o cão vive, pois muitas vezes as causas da dermatite estão vinculadas a substâncias e objetos com os quais o seu cachorro tem contato.


Reportar erro