Como acabar com as pulgas dos cães?

Você sabia que o combate às pulgas não envolve apenas os cães ou gatos, mas todo o ambiente onde vivem?


Um grave problema relevado por muitos donos de cãezinhos são as pulgas. Estas são muito comuns e devem ser tratadas. O processo de reprodução das pulgas é muito rápido e simples e, por isso, caso a infestação não seja combatida na hora certa – no início – pode tomar proporções assustadoras e, além disso, as pulgas podem transmitir doenças.

Como os cães pegam pulgas?

Normalmente os cães pegam pulgas nas ruas, mas essas infestações costumam ser pequenas. Quando os cães pegam, as pulgas são levadas para a casa onde encontram locais para fazer a desova. Sim, você entendeu certinho: as pulgas põe seus ovos no ambiente, e por isso que acontecem as grandes infestações nos animais. Ela somente se alimenta do sangue dos cães e gatos, mas é no ambiente que ela coloca seus ovos que podem permanecer lá por até um ano.

Como acabar com as pulgas dos cães?

Foto: Reprodução

As infestações

Os ovos que as pulgas deixaram no ambiente, na presença de calor e umidade, principalmente nas estações mais quentes do ano, eclodem e viram larvas que se alimentam de poeira e detritos presentes no ambiente. Quando adultas, transformam-se nas pulgas como as conhecemos, que atacam os animais em busca de sangue para se alimentar.

Disso concluímos que culpamos os pobres bichinhos sem razão, pois eles não são culpados pelas infestações, mas sim o ambiente. Por isso, concluímos que ao buscar acabar com as pulgas dos cães, não devemos tratar apelas eles, mas todo o ambiente.

Existem pulgas que atacam apenas animais, por isso pode ser que você não tenha sentido picadas vivendo em um ambiente infestado. No entanto, grandes infestações fazem com que elas, na falta de outros alimentos em quantidade suficiente, passem a picar as pessoas também.

O fim das pulgas

Mas, se o problema é tão sério, como vamos acabar de vez com elas? Como o problema não está apenas nos cães, precisamos de outra forma de avaliar a infestação. Para isso, dê um banho antipulgas em seu bichinho e certifique-se de que todas elas estão mortas. Seque-o e solte-o em casa, mas não vá ainda para a rua. Algum tempo depois, cerca de uma hora, verifique se seu cão está com pulgas. Se estiver com uma ou duas pulgas, seu cão tinha uma pequena infestação e pegou em um passeio, por isso concluímos que o ambiente ainda não foi infectado. No entanto, se encontrar novamente várias pulgas, sua casa possui um ou mais focos de infestação. A partir disso, concluímos que a sua casa também deve ser tratada.

Para isso, faça dedetização com duas aplicações intercaladas em um período de 3 ou 4 semanas, ou ainda o uso semanal de produtos antipulgas recomendado por um veterinário até o fim da infestação. No cão, use banhos antipulgas semanais, além da aplicação de produtos de longa duração, mas sempre com recomendação do veterinário.


Reportar erro