Colapso de traqueia em cães

Entenda o que é o colapso de traqueia, quais os principais sintomas e por que acontece


É comum vermos nossos cães engasgando, e isso normalmente causa muita angustia. Mas isso, ao contrário do que muitos pensam, não é apenas devido a alimentação. Pode ser ocasionada ainda pelo colapso de traqueia.

Colapso de traqueia  – O que é?

Através da traqueia, um grande tubo com anéis de cartilagem, é que o ar que respiramos pode chegar aos pulmões, e isso acontece da mesma forma nos animais. O colapso de traqueia acontece não apenas nos cães, mas também nos gatos, quando existem algum tipo de problema na anatomia normal do órgão na região do pescoço até o início do peito. Quando isso existe, há uma alteração no formato da traqueia prejudicando, consequentemente, a respiração.

Colapso de traqueia em cães

Foto: Reprodução

Com isso, a tosse e os engasgos frequentes que, aparentemente, não tem motivo algum, surge como um dos principais sintomas que aparecem em seu cão que tem este problema.

As causas da doença

Existem diversos fatores que podem influenciar na ocorrência dessa doença, não sendo algo muito claramente definido. Alguns pontos em comum como genética, doenças infecciosas e o processo de envelhecimento podem ser fatores que colaboram com o aparecimento dos sintomas dessa doença. É possível, inclusive, que um cão nasça com esse problema mas passe muitos anos sem demonstrar sintomas ou crises, até que um fator desencadeia a crise.

Esses fatores podem ser inalação de produtos de limpeza tóxicos, traumas na região do pescoço, infecções, intubação para cirurgias ou obesidade, podendo estes, inclusive, piorar a situação dos cãezinhos.

Quais cães estão sujeitos?

Alguns cães de raças miniatura ou ainda de focinho achatado, principalmente acima dos cinco anos de idade, são vítimas mais frequentes deste problema. No entanto, não são apenas eles que podem sofrer desta doença. Os yorkshire são os que mais sofrem com este problema, seguidos dos poodles, chihuahuas, lhasas apso e lulus da pomerânia.

A doença é mais comum em cães, mas também pode acontecer em gatos, portanto independentemente do seu pet, fique sempre atento.

Os principais sintomas

É importante, ao notar qualquer alteração em seu cão, leva-lo ao médico veterinário, pois os sintomas dessa enfermidade podem variar.

Entre os sintomas mais comuns, estão:

  • A tosse curta, alta e seca, parecida com um grasnar, podendo aparecer depois de um curto passeio ou pequeno esforço;
  • Dificuldade para respirar acompanhada de sons anormais semelhantes aos roncos, além dos latidos roucos;
  • Mucosas como as da gengiva, durante a crise, podem adquirir uma coloração azulada ou ficar pálidas – cianose;
  • Desmaios súbitos e perda da consciência devido a angústia respiratória.

A doença, infelizmente, não tem cura. No entanto, a ida ao veterinário ao surgirem qualquer um dos sintomas citados acima, poderá amenizar o sofrimento do seu cão com as instruções dadas. É importante que seu cão com colapso de traqueia nunca use uma coleira de pescoço. Opte sempre pelas coleiras peitorais e, além disso, procure pegar leve nos exercícios físicos e mantenha seu pet sempre em ambientes mais frescos.


Reportar erro