Raças de cães que não têm cheiro

Algumas espécies caninas produzem menos odor que as outras. Isso porque, as características físicas deles proporcionam essa vantagem


Se você quer adotar ou comprar um cãozinho, mas está preocupado com o cheiro que eles exalam, este artigo é para você. Se você já tem um cão e está preocupado com mau o cheiro que ele está deixando em casa, este artigo também é para você. O famoso “cheiro de cachorro” é uma característica de todos eles, mas há alguns que, por possuírem determinados aspectos na pelagem, tendem a ter liberar menos odor que outros.

É claro que outros fatores também podem contribuir para o mau cheiro e isso vai depender de como o tutor está lhe dando com a limpeza da casa e dos cães. Por essa razão, você confere os motivos que levam um cão a exalar odores fortes, como evitar isso e algumas raças que tendem a apresentar pouco ou nenhum cheiro característico.

Raças de cães que não tem cheiro

Foto: Pixabay

Por que os cães apresentam um odor forte?

Todos os caninos possuem glândulas que produzem uma gordura, responsável pelo cheiro de cachorro. Elas ficam localizadas na região anal dos cães, e é até por isso que eles se conhecem cheirando essa área um do outro. Mas, o que ocorre é que os cães acabam espalhando esse cheiro por todo o corpo e a percepção no nosso olfato aumenta.

Além disso, o odor nos cães pode estar associado a outros motivos como, a falta de banho, uma má higienização nas orelhas, pregas, orelhas e até mesmo nos dentes do animal. Os cachorros também podem apresentar um odor forte por não terem seus pelos secados corretamente, pela idade e o mais preocupante é quando é causa de doença.

Dicas de como evitar o mau cheiro

  • Mantenha o cão e a casa sempre limpa. Higienizando, principalmente, onde o pet dorme;
  • Tenha cuidado nas dobras e orelhas dos cães. Além de praticar a escovação dos caninos;
  • Leve o cão ao veterinário sempre que necessário ou, pelo menos, duas vezes ao ano. Assim você vê se está tudo certo com a saúde do cão.

Raças que tendem a exalar menos odor

Se você preferir, existem algumas raças que produzem menos odor que as outras. Isso porque, as características físicas deles proporcionam essa vantagem. Porém, não pense que será mais fácil de manter. Todos os cães precisam da mesma atenção que os outros, desta forma, os cuidados que uma raça tem a outra também necessita. Confira:

  • Shih tzu: Possui um cheiro bem peculiar e que não é confundido com os demais. Esse aroma é devido ao pelo que pode ficar sujo na hora da refeição ou molhado no momento de tomar água. Além disso, as lágrimas que podem surgir e molhar os cantinhos dos olhos também são responsáveis pelo odor leve causado por esse pequeno. Se manter o pelo curto, esse “problema” acaba;
  • Boston terrier: Pelagem curta, além de não soltar muito pelo também não exala odor algum. Não possui rugas na pele e não necessita de escovação diária. Muito prático de cuidar;
  • Dálmata: Apesar de ter o pelo curto, solta bastante e essa é a preocupação maior. Entretanto, não costuma ter um cheiro forte, isso porque não têm muito óleo na pele;
  • Whippet: Pouco pelo e pouco cheiro. Essas são as principais características dos cães dessa raça. Além de pouco trabalho com a pelagem e a higiene, qualquer tutor vai adorar conviver com um whippet, pois eles são muito companheiros;
  • Schnauzer anão: Além de não ter um mau cheiro, esses cães também são ideias para quem tem alguma alergia à cães. Não soltam muito pelo.
  • Cão de crista chinês: Tem um aroma agradável no dia a dia e não costuma soltar pelos. Apesar dessa facilidade, esses cães requerem cuidados especiais com a pele.
  • Husky siberiano: Os tutores que possuem esses cães não reclamam do cheiro desses animais. Apesar de não exalarem esse cheiro característico dos cães, precisam de cuidados especiais com a pelagem.


Reportar erro