Raças de cachorros ideais para quem sofre com alergia

Ao contrário do que muita gente pensa, a alergia não é provocada pela queda de pelo dos animais, mas sim pela descamação das células mortas da pele


Ter um cachorro em casa é ter o prazer de desfrutar a vida do lado de um amiguinho de quatro patas e assim aprender sobre o amor sincero e puro, conseguir praticar a calma e saber se relacionar com um ser que recebe na mesma intensidade que entrega.

Infelizmente, algumas pessoas se veem obrigadas a não poder realizar este sonho: ter um cãozinho em casa para amar. Isso porque existem pessoas com problemas respiratórios como a asma e até doenças relacionadas à pele, que podem piorar ainda mais com a presença de animais em casa.

Alguns médicos aconselham essas pessoas a não terem cães em casa, para evitar complicações. Porém, há disponível algumas raças que são menos propensas a desencadearem alergias e por essa razão são ideais para os humanos, que mesmo doentes não resistem ao amor desses pets. Antes de conhecê-las, entenda o que provoca as reações alérgicas e como podem ser evitadas.

Reações alérgicas: o que são, como são provocadas e o que fazer?

Ao contrário do que muita gente pensa, a alergia não é provocada pela queda de pelos dos animais, mas sim pela descamação das células mortas da pele. Os cães, depois de alguns dias sem tomar banho, começam a secretar uma espécie de caspa que desgruda da pele dos pets e é responsável pela irritação no corpo devido às alergias.

Há também quem seja alérgico à urina, saliva e até mesmo ao contato com os animais. Sendo assim, podem desencadear tosse, olhos lacrimejados e vermelhos, obstrução nasal, chiados no peito, manchas vermelhas na pele e o surgimento de ferimentos na epiderme.

Para evitar isso, é necessário saber se você é ou não alérgico aos cães. Se entrar em contato com um e após algumas horas sentir um desses sintomas já descritos, o ideal é procurar um especialista e entender qual a motivação da alergia.

Se você é daqueles, que mesmo tendo esses problemas não resistem ao charme de um cãozinho, algumas dicas podem te ajudar a evitar crises alérgicas. Por exemplo, manter o cão e o espaço onde ele vive sempre limpo, escovar o pelo do cão diariamente (peça ajuda de quem não possui alergia), ensinar o cão a fazer as necessidades em lugares longe de casa, retirar tapetes e cortinas da casa, bem como limitar a entrada do animal em certos cômodos da casa.

Tendo em vista que 15% da população tem alergia aos animais, de acordo com a pesquisa da Academia Americana de Alergia, Asma & Imunologia, ter a presença de um cão em casa desde cedo na vida dos bebês diminui em 50% a chance deles desenvolverem esse problema. Por isso, possuir um cão não é só garantia de diversão das crianças, mas também de saúde.

Raças menos propensas a desenvolverem alergias nos tutores

De acordo com a American Kennel Club, algumas raças são mais indicadas para as pessoas que mesmo alérgicas aos animais querem ter um em casa. Isso não quer dizer que elas são hipoalérgicas, isto é, que não provocam alergia. Mas, que descamam em menor quantidade. São elas:

Bichon frise

cao-bichon-frise

Fotos: Reprodução/ internet

Cristado chinês

Raças de cachorros ideias para quem sofre com alergia

Bedlington terrier

Cachorro Bedlington terrier

Cão d’água português

cao-dagua-portugues

Maltês

cao-maltes

Schnauzer

cao-schnauzer

Kerry blue terrier

cao-kerry-blue-terrier

Spaniel d’água irlandês

cao-spaniel-dagua-irlandes

Pelado mexicano

cao-pelado-mexicano

Irish soft coated wheaten terrier

cao-irish-soft-coated-wheaten-terrier

Poodle

cao-poodle


Reportar erro