Rhodesian ridgeback

A principal característica desses animais é a sua forte resistência física


Rhodesian ridgeback. Apesar de soar um pouco estranha, essa é a nomenclatura de uma raça de cães oriunda da República do Zimbábue, na África Austral. Ela teve origem nos séculos 16 e 17, época em que alemães e holandeses migraram para a África do Sul levando consigo cachorros como mastiffs, dogue alemães, greyhounds, terreirs, bloodhounds, entre outras espécies.

Na região, os cães nativos tinham como características predominantes o instinto selvagem e uma faixa de pelos situada na parte central das costas, e tinha sentido contrário do restante da pelagem do animal. Esses cachorros eram criados por uma tribo da região denominada de Khoikoi, que os utilizavam como cães de caça.

A origem da raça rhodesian ridgeback, também denominada de african lion hound ocorreu após o cruzamento desses cães com os cães trazidos da Europa pelos alemães e holandeses. Já o aprimoramento da mesma se deu a partir das aptidões de caça desses cachorros. Em 1922 houve a padronização da raça – até hoje nunca modificada – por um conjunto de criadores rhodesian.

Nomenclatura

A faixa de pelos existente no meio das costas desses cães, cujos pelos têm direção contrária ao restante da pelagem, dando origem a uma espécie de crista dorsal, foi o fator pelo qual a denominação da raça passou a carregar o nome ridgeback. Somente a espécie ridgeback tailandês possui essa mesma faixa de pelos ao centro das costas, por isso a derivação do nome.

Perfil do animal

Os cachorros da raça rhodesian ridgeback são fortes, robustos e possuem resistência ao extremo. Esses animais conseguem passar mais de um dia sem tomar água e até vários dias sem alimentação. Eles também se adaptam facilmente a drásticas alterações de temperatura e do clima.

Esses animais possuem uma visão excelente. É bastante apurada e possibilita que os mesmos percebam suas presas muito antes que um caçador as enxergue. Para atacar, geralmente os rhodesian ridgeback se agrupam em três: dois cachorros promovem o ataque pelos lados e o terceiro cão pela frente da presa, fazendo com que o animal fique encurralado até que o caçador se aproxime e o abata.

Os cães dessa raça também possuem uma característica bastante peculiar que é a de praticamente não desprenderem pelos. Com ocorrência, em geral, de duas vezes ao ano, a mudança da pelagem desses cachorros é extremamente discreta.

Tamanho do cão rhodesian ridgeback

Em geral, os cães machos têm altura predominante de cernelha, variando de 63,5 centímetros a 68,5 centímetros. Já as fêmeas dessa raça possuem de 61 centímetros a 66 centímetros. Em decorrência de serem cães extremamente altos com mínima ossatura, os rhodesian ridgeback se configuram como esgalgados e bastante leves, aspectos que os tornam não tanto eficientes quando o assunto é defender e/ou guardar, além de pouco intimidadores quando o trabalho de caça se dá em capturar uma presa maior  eles.

Peso e aparência

Os cães rhodesian ridgeback possuem peso que varia de 40 a 45 quilos. Entretanto, esse aspecto depende muito da musculatura do animal, que pode influenciar decisivamente no valor da pesagem dos mesmos.

A aparência dos cães dessa raça é bem definida e tem como características o corpo balanceado, musculoso, o que os permite a execução de movimentos ágeis e que exijam força.

Os principais aspectos da pelagem desses animais correspondem a: pelos curtos, densos e muito brilhantes, com faixa no centro das costas, partindo dos ombros até os quadris, cujos pelos possuem direção oposta ao restante da pelagem.

Filhotes e o preço desses cães

Os filhotes da raça rhodesian ridgeback são comercializados, geralmente, depois de seis/oito meses de vida. A depender da região/cidade, da idade do animal, das condições de pagamento, entre outros fatores, um cão dessa espécie pode custar entre R$ 2.500 e R$ 5 mil.

Características gerais

Tamanho

Machos: de 63,5 cm e 68,5 cm.

Fêmeas: de 61 cm a 66 cm (na cernelha).

Peso

– Machos: aproximadamente 34 quilos, em média
– Fêmeas: cerca de 29,5 quilos, em média.

Expectativa de vida

Varia de 12 a 15 anos

Aparência

Aspecto corporal balanceado, musculoso, com movimentos ágeis e de força.

Pelagem

Pelos curtos, densos e muito brilhantes, com faixa no centro das costas, partindo dos ombros até os quadris, cujos pelos possuem direção oposta ao restante da pelagem.

Cabeça

Possui crânio reto e largo, dotado de focinho comprido e com mandíbulas poderosas. Seus olhos são bem arredondados e consideravelmente afastados, em combinação com a cor da pelagem. Suas orelhas possuem tamanho médio e ficam situadas bem no topo da cabeça. Elas são pendentes e com pontas um tanto finas e arredondadas.

Cauda

Esta possui uma leve curvatura e com um chumaço de pelos mais longos na ponta. É predominantemente forte e um tanto fina.

Galeria de fotos


Reportar erro