Pastor Alemão

Originária da Alemanha, esta é uma raça super inteligente, o que a torna fácil de treinar


Estrela de diversos filmes como Rin Tin Tin, não é à toa que o pastor alemão é uma das raças preferidas de muita gente: além de ser uma das três raças mais inteligentes do mundo, o pastor é também um cão de guarda excelente! É, também, uma das raças mais numerosas, além de ser muito estudada no mundo todo.

Usada originalmente para pastoreio de rebanhos, a raça acabou conquistando espaço e amor de diversos criadores, sendo um excelente companheiro para famílias, inclusive com crianças.

Características

Originária da Alemanha, a raça pastor alemão pode apresentar tamanhos que variam entre 60 e 66 centímetros, para os machos e entre 55 e 60 centímetros para as fêmeas, e o peso que, para ambos sexos, varia entre 34 e 43 quilos.

Pertencentes às famílias de cães usados para o pastoreio e pecuária, os pastores alemães ocupam a terceira posição no ranking de inteligência entre raças caninas.

Por causa de sua alta inteligência, é uma raça muito fácil de treinar. Eles possuem uma função de guarda e proteção muito forte, e também possuem muita energia, e por isso necessitam fazer bastante exercício. Outra característica da raça é que eles têm uma boa tolerância tanto ao frio quanto ao calor.

Outro ponto positivo é que ele se apega ao dono com muita facilidade, e por isso é um excelente companheiro, muito leal e que se dá bem com outros animais domésticos. Sua expectativa de vida, quando criados em boas condições e bem cuidados, fica entre 10 e 12 anos.

O cão não é muito amigável com outros cães, nem com estranhos, por isso o nível de proteção que oferecem é altíssimo. Sua pelagem é média, e varia nas cores castanha com capa preta, preta e castanha, totalmente preto ou ainda cinza.

Cuidados necessários com o pastor alemão

Por causa de sua grande energia e extensa capacidade de inteligência, os cachorros dessa raça necessitam de desafios físicos e mentais constantes. Por isso é muito importante que ele faça exercícios longos todos os dias, como uma caminhada, por exemplo, e que tenha também aulas de treinamento com frequência. Para que o pelo do pastor continue sempre bonito e brilhoso é necessário escovar de uma a duas vezes por semana.

Cuidados com a saúde

A principal preocupação que se tem com a saúde do pastor é quanto a displasias, que podem acontecer com mais frequência no quadril ou no cotovelo. Displasia é uma má formação de um tecido ou órgão, e quando ocorre atrapalha muito a vida do cachorro. Por isso, é indicado que sejam feitos exames constantes de check-up no quadril, cotovelos, e também e sangue e nos olhos.

Esta raça também é bastante suscetível a infecção sistêmica pelo fungo aspergillus, que pode ser fatal para o animal. Outras preocupações menores que se deve ter quanto à saúde do pastor é com alergia de pele, panosteitis, neoplasia maligna, catarata, pannus, cardiomiopatia, torção gástrica, dermatite piotraumática e fístula perianal.

Origem da raça pastor alemão

O cão é comumente comparado a um lobo por suas semelhanças leves na aparência. Isso, no entanto, não está ligado à sua origem: ele está tão próximo de um lobo quanto qualquer outra raça canina.

O pastor alemão foi criado em um período relativamente recente, e foi produto de um esforço tremendo para que fossem alcançadas todas as características necessárias para que o cão fosse um bom pastor, protegendo de todas as formas o seu rebanho.

Em 1899, no entanto, uma criação da Verein fur Deutsche Scharferhunde SV, organização dedicada para a fiscalização da criação dos pastores alemães, foi elaborada com muito esforço para, finalmente, chegar a um cão que era, além de um excelente pastor, corajoso, atleta e bastante inteligente.

Pouco tempo depois de sua criação, os cães da raça pastor alemão passaram a ser cães policiais com muita competência, aprimorando, inclusive, suas habilidades como companheiro.

Passado um tempo, durante a Primeira Guerra Mundial, o pastor alemão foi considerado o melhor cão para trabalhar como sentinela e, na mesma época, o nome do cão foi alterado de Pastor Alemão para Cão Pastor pela AKC, mas os britânicos os chamavam de Lobos da Alsácia, de forma a apagar a associação com a origem alemã.

Passado algum tempo o nome voltou a ser Pastor Alemão, e sua popularização alcançou o auge com dois astros de cinema que eram da raça, Strongheart e Rin Tin Tin.

*Colaboração de Lia Vieira

 

Galeria de fotos


Reportar erro