Lulu da Pomerânia

Alguns parecem leõezinhos, lindos e fofos. Esta doçura é alegre, ativa, saltitante e curiosa


O Lulu da Pomerânia é bastante alegre, ativo, saltitante, curioso, autoconfiante – e às vezes até metido. Ele é também é bastante atencioso e corajoso quando for preciso, está sempre pronto para caçar ou brincar. Um lado negativo da raça é que eles costumam latir muito. É preciso impor limites nas brincadeiras com o Lulu, se não ele pode ficar muito agressivo.

Aspectos muito fortes da personalidade desta raça são a função de guarda, a energia, o gosto pelas brincadeiras, e a sua facilidade de interagir com outros animais. Porém, quando é com outros cachorros ou com pessoas desconhecidas ele se mostra pouco receptivo – e muito ciumento também. Apesar de ser uma raça inteligente, dá muito trabalho de adestrar, porque eles são muito teimosos. Um lado positivo é que ele possui boa tolerância tanto ao frio quanto ao calor – mesmo tendo uma quantidade grande de pelos. E por causa de tanto pelo, os cuidados com a higiene da raça devem ser dobrados.

Eles não possuem muito apego ao dono, e também não necessitam fazer muito exercício – o que é uma boa alternativa para quem passa o dia inteiro fora de casa e não tem muito tempo para dedicar ao bichinho.

Características

  • Origem: Alemanha;
  • Tamanho médio: 20-27 cm, tanto o macho como a fêmea;
  • Peso médio: 1-3 kg, tanto o macho quanto a fêmea;
  • Família: spitz, Norte (companhia)
  • Posição no ranking de inteligência: 23ª lugar;
  • Expectativa de vida: 12-16 anos.

Cuidados necessários

Ele é muito pequenino, então não aguenta passeios muito longos, o ideal é brincar com ele dentro de casa mesmo. Não é uma raça legal para morar no quintal, o ideal é dentro de casa mesmo. Seu pelo necessita ser escovado no mínimo duas vezes por semana, e durante o período de troca de pelos precisa ser escovado todos os dias.

Cuidados com a saúde

Os principais problemas de saúde que costumam aparecer nessa raça são: luxação da patela, luxação do ombro, hipoglicemia, atrofia progressiva da retina, fontanela aberta e entrópio.  Por esses motivos é necessário estar fazendo exames frequentes nos olhos, nos joelhos, e também exames cardíacos.

Origem da raça

Os seus antepassados eram puxadores de trenó, grandes e muito forte. O Lulu é a menor raça da família spitz, e não se sabe exatamente quando, onde e por que ele começou a ser gerado em um tamanho tão pequeno, a única certeza é que é uma raça originária da Alemanha.

Galeria de fotos


Reportar erro