Husky siberiano

De origem russa, esta é uma raça canina jovem, ágil, divertida, inteligente e bastante sociável


O husky siberiano é uma raça canina proveniente da Rússia, mais especificamente da região do rio Kolyma, na Sibéria do Norte, onde teria surgido há aproximadamente 2 mil anos, quando foram especialmente desenvolvidos, pela tribo seminômade Chukchi, para puxar trenós e pastorear o gado.

Por volta do ano de 1909, quando saíram da Sibéria rumo ao Alasca, estes cães começaram a se popularizar ao redor do mundo. Alguns anos depois, exemplares desta raça ajudaram a salvar a população de uma aldeia da região americana, levando medicamentos e suprimentos aos habitantes isolados devido à uma tempestade.

As corridas e a popularização

O cão participava de corridas do ouro, no Alasca, e foi quando passaram a ser parte vital das regiões do Ártico. Além disso, as corridas tornaram-se o esporte e entretenimento favorito.

Apesar de serem menores e mais dóceis do que a maioria das raças competidoras, os cães da raça despertaram pouco interesse, sendo apenas um criador interessado. Ele importou 60 cães e os treinou para a corrida do ano de 1910. Montou três equipes que conquistaram o primeiro, segundo e quarto lugares, marcando o domínio na competição.

Depois disso, permaneceram ainda algum tempo como cães puxadores de trenós, mas passado um tempo, no ano de 1925, ganharam grande sucesso quando equipes formadas por esses cães correram 540 quilômetros para levar soro salva-vidas e acabaram por salvar uma cidade.

Foi feita, inclusive, uma estátua no Central Park, em Nova Iorque, EUA, em homenagem a esses cães.

Disseminação da raça

A raça chegou ao Canadá e aos Estados Unidos por volta desse acontecimento, e a AKC reconheceu a raça cinco anos depois, no ano de 1930. Muitos siberianos trabalharam, durante a Segunda Guerra Mundial, em equipes de busca e acabaram conquistando ainda mais o reconhecimento e a admiração de todos.

Tornou-se ainda mais popular e passou a ser amado também como cão de estimação, e não apenas nas corridas e por sua força ao puxar trenós. A seguir, saiba mais sobre esta dócil, ágil e inteligente raça canina:

Características temperamentais do Husky Siberiano

O cachorro dessa raça é alerta, mas bastante sociável, se dando bem com outros cães e animais de estimação, uma vez que é acostumado a viver em bandos. Seus companheiros de corrida são seres humanos e, inclusive, com pessoas estranhas. Portanto, a não ser que seja treinado, não é exatamente um bom cão de guarda. É bastante inteligente e fácil de treinar, mas é um tanto travesso.

Exatamente por ser tão sociável, é totalmente contraindicado comprar um cão dessa raça se você não tiver tempo para ele, ou ainda se não estiver disposto a ter mais um cãozinho para lhe fazer companhia, pois ele pode ficar realmente triste diante da solidão e da indiferença.

O que incomoda a alguns é que tem o hábito de latir e uivar, mas seu temperamento é bastante independente, além de ser muito tolerante ao frio e adaptar-se ao clima temperado. O cão, no entanto, tem baixa tolerância ao calor, portanto, se sua cidade é quente, opte por outra raça.

Características físicas e cuidados

Seu pelo é longo e pode apresentar uma grande variedade de cores, indo do branco puro ao preto e branco. O cão exige atividades físicas e mentais constantes, portanto é preciso que o tutor esteja sempre disponibilizando tempo para ele. Quando jovem, possui muita energia e precisa de mais espaço para gastá-la.

Para gastar sua energia, você pode optar por muitas brincadeiras, ou ainda caminhadas mais longas e corridas que devem ser diárias. Leve-o para áreas amplas em que possa brincar em segurança sem coleira e o fará muito feliz.

Fortes, resistentes e bastante rápidos, os cães dessa raça são ótimos companheiros para quem gosta de corridas. O tamanho dos cães machos fica entre 54 e 60 centímetros e das fêmeas entre 51 e 56, e o peso varia entre 20 e 28 quilos em machos e entre 15 a 23 em fêmeas. Esse cão pode ser facilmente adaptado ao lado exterior da casa, onde se sente mais a vontade e prefere dormir.

A saúde do husky siberiano

Assim como quaisquer outras raças, o husky siberiano exige alguns cuidados especiais quanto à sua saúde. Deve-se estar atento a problemas como distiquíase, catarata, opacidades corneanas e displasia de quadril. Além disso, deve ser levado para visitas constantes ao veterinário.

Indica-se que seja feito o exame dos olhos e dos quadris, mas o cão é relativamente saudável e bastante resistente, podendo viver de forma saudável por, em média, 11 a 13 anos.

*Colaborou Lia Vieira

 

Galeria de fotos


Reportar erro