Bloodhound

O nome dessa raça significa “sangue puro” e seu temperamento é bastante calmo


O Bloodhound possui raízes muito antigas. O mais provável é que seu ancestral seja o St. Hubert preto, que existia na Europa por volta do século VIII. Em 1066 um homem chamado Guilherme o Conquistador levou a raça para a Inglaterra, onde ela foi muito usada para caça – principalmente pelas igrejas, e por isso muitos desses cães foram criados em mosteiros. Bloodhoud significa “sangue puro” ou “sangue nobre”, é como eles ficaram conhecidos por serem os preferidos e tão bem tratados pela igreja que era o maior poder político e econômico da época.

Características do Bloodhound

  • Origem: Bélgica/Inglaterra;
  • Tamanho médio: 63-68 cm o macho, 58-63 cm a fêmea;
  • Peso médio: 40-49 kg o macho, 36-45 kg a fêmea;
  • Família: ScentHound;
  • Posição no ranking de inteligência: 74º lugar;
  • Expectativa de vida: 7-10 anos.

Essa é uma raça bastante calma – gosta bastante de exercícios, e tem bastante energia para gastar, mas não é muito fã de brincadeiras. Ele é um farejador nato, e a função original do Bloodhound era seguir ratos. Este cão é extremamente apegado ao dono, e faz amizade com outros animais de estimação com uma facilidade impressionante. Faz também amizade com estranhos e outros cães, porém com menos facilidade. É um maravilhoso cão de guarda, porém não oferece muita proteção. Ele tem baixa tolerância ao calor, é difícil de treinar e não necessita de muitos cuidados com a higiene.

Dentro de casa ele é bastante calmo, e por isso até o chamam de preguiçoso, porém, quando está em uma trilha ele é um rastreador incansável. Forte e independente, ao mesmo tempo que é tranquilo, gentil e extremamente confiável, inclusive para conviver com crianças.

Cuidados necessários com o Bloodhound

Não é bom que ele fique dentro de casa o dia inteiro, todos os dias. Por ser um cão de caça ele precisa de um pouco de exercício ao ar livre. Estimule seu lado farejador, faça brincadeiras me que ele tenha que farejar algo. Porém, tome o cuidado de verificar se a área em que ele está farejando é segura, pois uma vez que começa a farejar é quase impossível pará-lo.

Essa raça costuma babar bastante, e por este motivo as dobras próximas a sua boca precisam de limpeza diária para evitar uma proliferação de fungos. Também as suas orelhas precisam de limpeza diária, pois elas são muito grandes e costumam cair na comida. Em compensação, os cuidados com o pelo dessa raça são mínimos, basta serem limpos e escovados ocasionalmente. São um bom cão doméstico, porém não são indicados para pessoas obcecadas por limpeza – a baba pode ser um grande problema!

Saúde do Bloodhound

Dentre as principais preocupações com a saúde desta raça estão a otite externa, torção gástrica, extrópio e entrópio, além de displasia no quadril ou no cotovelo, e dermatites. Por este motivo sugere-se que sejam feitos sempre exames nos olhos, quadril e cotovelos do cão. Leve ao veterinário para checkup pelo menos uma vez ao ano.

Galeria de fotos


Reportar erro