Portinhas para cachorros: facilite o acesso do seu pet

Confira as vantagens e os modelos disponíveis das portinhas basculhantes


O seu cão pode ser bem treinado para fazer as necessidades no quintal, mas com certeza precisa de sua ajuda para poder acessar o local correto, não é? Esta situação pode ocorrer a qualquer hora do dia, inclusive, em alguma que você realmente esteja ocupado. Já imaginou poder deixar o seu cãozinho entrar e sair a qualquer hora do dia ou da noite, sem precisar interromper a sua tarefa? Isso é possível!

Na TV, você já deve ter visto aquelas portinhas (chamadas de portinhas basculantes) instaladas nas portas que dão acesso ao quintal da casa, por onde passam os cães e gatos.

Modelos disponíveis

Cada vez mais frequentes nas casas brasileiras, as portinhas basculantes estão disponíveis no mercado em vários modelos e podem ser instaladas em qualquer tipo de porta. Os tamanhos das portinhas também variam, sendo personalizadas para os cachorros de pequeno, médio e grande porte. Para descobrir o tamanho ideal para o seu cachorro, é preciso olhar a medida do vão da porta, medir a largura do peito e a altura (do peito até as costas) do animal e deixar mais dois centímetros sobrando de cada lado.

Portinhas para cachorros: facilite o acesso do seu pet

Foto: Reprodução/ internet

As portinhas basculantes podem ser compostas por perfis de alumínio, cortina em filme de PVC com fechamento magnético e tampa de fechamento em policarbonato com trava de segurança.

A maior vantagem destas portinhas é o fato do cachorro poder sair na hora que precisar, mas com isso vem outra dúvida: se ele pode entrar e sair quando quiser, como fazer quando eu quiser que ele permaneça dentro de casa? A maioria dos modelos disponíveis possui a opção de escolha de diferentes modos de travamento da portinha, como “entrada e saída”, “apenas entrada”, “apenas saída” e “travamento de entrada e saída”.

Como treinar o cão a passar pela porta?

Assim como qualquer outra nova experiência, usar a portinha pode gerar medo e desconfiança no animal, por este motivo, é necessário realizar um treinamento com paciência e educação, para que o cãozinho não associe a passagem pela portinha a uma má experiência.

Quando a porta chegar a sua casa (ainda sem que ela seja instalada de fato), coloque-a na frente do seu animal de estimação e peça que outra pessoa (que o cachorro goste) segure algum petisco ou brinquedo do outro lado da portinha. Depois disso, abra a porta e peça que a outra pessoa a chame para passar por ela. Se o cachorro passar corretamente, lembre-se de dar estímulos positivos, como comemorar bastante e dar algum petisco. Repita o processo várias vezes até que o cãozinho esteja bem acostumado a passar pela nova portinha exclusiva para ele.

Se o seu animalzinho não estiver respondendo adequadamente à tentativa, tente de outra maneira: de modo suave, coloque as patinhas dianteiras pela portinha aberta e peça para a outra pessoa (que ele também goste) chamá-lo novamente, com a ajuda de petiscos e brinquedos. Se ele passar, reforce positivamente a experiência, comemorando bastante e dando-lhe guloseimas. Este processo deve ser repetido várias vezes para que o cãozinho se acostume e realmente use a porta quando precisar.


Reportar erro