Como escolher uma casinha para o cachorro?

Você deve escolher uma casinha que o pet consiga ficar de pé de forma confortável


Assim como as pessoas, o cachorro também precisa ter uma casinha, mas só para ele. Por essa necessidade de ter um cantinho para ele que inventaram as casinhas de cachorro, que ajudam a manter o cachorro seguro e protegido. Você já deve ter percebido a imensa quantidade de materiais e formatos de casinhas para cães que estão disponíveis no mercado, não é mesmo? Mas como saber qual casinha comprar?

Tamanho

Antes de mais nada, é preciso estar atento ao cão. Se ele ainda for filhote, analise o seu porte: pequeno, médio ou grande. Com base nisso, você deve escolher uma casinha que ele consiga ficar de pé de forma confortável, podendo se locomover, sentar, deitar ou andar a vontade para se ajeitar, certo?

Mas não adianta pensar que se deve comprar a maior casinha, pois assim ele ficará com espaço de sobra. Isso porque a casinha também é uma proteção para os dias de frio, e com muito espaço, nesses ele ficará desconfortável com a dissipação do calor.

Como escolher uma casinha para o cachorro?

Foto: Reprodução/ internet

Material

Madeira, plástico, entre outros materiais de fabricação para as casinhas geram muitas dúvidas nos donos. Apesar de as casinhas de plástico serem mais fáceis de limpar e mover devido ao seu peso, são menos resistentes às variações de temperatura, esquentando ou esfriando de forma rápida demais, não armazenando calor para aquecer o cão em um dia frio, por exemplo, nem o mantendo fresco em dias de calor.

Por isso, o melhor material é a madeira, pois absorve o calor, mantendo o cão mais protegido diante do frio e da chuva. O calor dos cães em dias frios será mantido dentro dessas casinhas desse material.

Como escolher a casinha de madeira?

Tendo escolhido o material e o tamanho, resta saber quais detalhes temos que observar antes de adquirir a casinha. Confira:

– Não devem ter extremidades finas, como pontas, pois os cães podem se machucar. Nas beiradas, coloque algum material mais duro.
– O chão da casinha deve ser elevado a, aproximadamente, 20 centímetros do solo, evitando que pequenos bichinhos entrem e incomodem o pet, mas também para evitar o frio e umidade que são absorvidos do chão.
– O telhado deve evitar o acúmulo de água.

Outros detalhes

É preciso também ter um detalhe em mente: as casinhas não são jaulas para prendê-los. Pelo contrário, você deve mostrar que ele tem um espaço só dele, e o quanto isso é importante. Como os cães são, naturalmente, animais de toca, a natureza deles faz com que busquem refúgios.

Atente às frestas da madeira, limpando sempre. Procure, se possível, usar algum material para vedar essas frestas, evitando o acúmulo de sujeira.

Se a casinha não for impermeabilizada, procure comprar um material para envernizar, evitando que acumule mofo e umidade, e protegendo ainda mais. Se quiser, pode optar por pintar a casinha usando a sua imaginação, desde as cores da sua casa até as suas cores favoritas. O importante é o pet ter um cantinho para ele, aconchegante e bem cuidado.


Reportar erro