Parafuso é encontrado em estômago de cachorro

Cão precisará passar por um procedimento cirúrgico para retirada do objeto


Com aproximadamente 13 quilos abaixo de seu peso ideal e sofrendo de várias alergias graves, Júpiter era praticamente um retrato do desespero canino quando sua nova dona, Amanda Brooks, o resgatou. O estado do cachorro era tão critico que foi cogitado que ele fosse para a eutanásia. “Toda a coceira que ele sentia pelo corpo e o fato dele sempre se coçar causaram infecções secundárias por todo o seu corpo que está cheio de partes sem pelos com manchas ásperas”, contou Amanda.

Parecia que Júpiter havia desistido de si mesmo, como se ele não tivesse mais espírito. “Nós achamos que talvez ele tivesse câncer nos ossos, ele mal conseguia andar e não se equilibrava direito”. Vendo a situação do cachorro, uma veterinária se voluntariou para fazer uma bateria de exames para que descobrissem se tinha como ajudar Júpiter.

Para a surpresa de todos, após um raio-X eles encontraram um parafuso alojado no estômago do cão, o que foi o grande responsável por prejudicar tanto a saúde dele, visto que, parafusos e porcas tem em sua composição zinco galvanizado, o que envenena o organismo e pode até ser mortal para cães.

Logo em seguida fizeram uma endoscopia no seu estômago, mas não encontraram mais o parafuso, sugerindo que talvez ele tivesse descido para o intestino do animal.

O cãozinho agora se encontra em um melhor estado de saúde, talvez por ter encontrado o amor que ele necessitava em sua nova família. Porém, ele ainda precisar retirar o parafuso de dentro do seu corpo, para isso, está sendo feita uma campanha de arrecadação de fundos financeiras para a realização do procedimento.


Reportar erro