Lei na Nova Zelândia reconhece animais como seres sencientes

Nova medida proíbe, entre outras coisas, os testes de laboratório com animais


Uma mudança feita na legislação da Nova Zelândia passou a reconhecer algo que há muito tempo os tutores de animais e os cientistas já sabiam: os animais são seres sencientes, ou seja, eles são seres que possuem sentimentos, têm a capacidade de sofrer, sentir prazer e felicidade.

Tendo em vista isso, a lei, que foi sancionada no dia 12 de maio do ano passado, visa proibir os testes de laboratório envolvendo animais, a exemplo dos testes cosméticos com os bichos. Além de criar algumas sanções que irão permitir tratar níveis de agressão de maneira mais eficaz e rígida, e de permitir aos fiscais o poder de emitir notificações de conformidade, entre outras medidas.

Lei na Nova Zelândia reconhece animais como seres sencientes

Foto: Pixabay

O projeto de lei foi apresentado pela primeira vez ao parlamento em 2013, pelo ministro das Indústrias Primárias Nathan Guy.


Reportar erro