Japonês mora em zona radioativa para tratar de bichos abandonados

Sakamoto vive com todos os animais que, ao todo, somam mais de 500


O Clube para Cachorros já retratou a história de Naoto Matsumura, um senhor de 55 anos que voltou a sua cidade, Tomioka, para cuidar dos animais que foram abandonados após o tsunami que provocou a obstrução de reatores na central nuclear de Fukushima, e ter espalhado uma nuvem radioativa pela cidade e por toda a região. A cidade de Nahara, por sua vez, outra que fica na mesma região que foi atingida e contaminada com a radioatividade, conta com outro “guardião dos animais”, e ele se chama Keigo Sakamoto.

Sakamoto-cuidando-de-animais-em-fukushima

Foto: Reprodução/ Guillaume Bression

O agricultor japonês, antes do acidente, trabalhava com instituições de apoio à deficientes mentais. Ele já salvou diversos animais das mais variadas espécies, desde cães, gatos, coelhos até animais de fazenda como vacas, cabras e galinhas, e ele diz não pretender se livrar de nenhum deles e nem abandonar o local, assim como todos seus vizinhos fizeram. Sakamoto vive com todos os animais que, ao todo, somam mais de 500. Felizmente, o governo o ajuda financeiramente para poder alimentar-se e alimentar o seus bichos.

Sakamoto-cuidando-de-animais

Fotos: Reprodução/ AP/Eric Talmadge

keigo-sakamoto-nahara

casa-keigo-sakamoto


Reportar erro