Americano salva filhote de fazenda de abate de cães na Coreia do Sul

Agora em solo americano, cão está sendo bem tratado e permanece livre e seguro do abate de animais


A ONG de bem-estar animal Guardians of Rescue International recebeu o e-mail de um americano que reside na Coreia do Sul, uma vez que a organização é ativa no resgate de animais no País asiático, nação a qual ainda tem sua população como consumidora de carne de cachorro.

No e-mail, ele explicou que estava fazendo uma trilha nas montanhas com um amigo e encontrou um filhote de cão abandonado, o qual muito provavelmente havia escapado de uma fazenda na região que serve como criação de cães para abate.

james-no-momento-em-que-resgatou-pickle

Foto: Reprodução/ Facebook/ Guardians International

O dono do local onde James mora não permite animais no apartamento, e, por isso, ele entrou em contato com a organização, já que não conhecia nenhum outro lugar seguro para deixar o filhote.

Após compartilhar a história do cãozinho, que recebeu o nome de Pickle, a Guardians International conseguiu arrecadar dinheiro o suficiente para pagar a viagem do pet até São Francisco, na Califórnia, nos Estados Unidos.

Agora em solo americano, o cão está sendo bem tratado e permanece livre e seguro do abate de animais.

Com informações de Guardians International


Reportar erro