Garoto autista pratica terapia com leitura de livros para cães de abrigo

Toda quinta-feira após sair da escola, Jacob vai até o Centro de Cuidado Animal Carson para ler para o pets


Uma dos sintomas mais notáveis de quem sofre de autismo é a dificuldade em socializar, principalmente em ambientes com muito barulho e estímulos visuais. No entanto, já foi comprovado por estudos que o convívio com animais de estimação ajuda crianças e adolescentes com autismo a melhorar a capacidade de se comunicar e se relacionar com outras pessoas e esse é o caso de Jacob Tumalan.

O garoto de apenas 6 anos de idade segue uma espécie de terapia benéfica: toda quinta-feira após sair da escola, Jacob vai até o Centro de Cuidado Animal Carson, que fica em Gardena, no Estado americano da Califórnia, para ler histórias para os cães que lá vivem. A iniciativa foi da tia do garoto, Lisa Dekowski-Ferranti, que trabalha no resgate de animais.

A experiência tem acontecido há aproximadamente seis meses e já mostra vários resultados positivos, visto que o senso de propósito provou uma grande melhora nas capacidades linguísticas de Jacob. Além disso, os cães também têm saído ganhando, pois além de terem a companhia do garoto e não se sentirem sozinhos, a prática tem os ajudado a socializar com humanos enquanto esperam por adoção.

Com informações de Hypeness 


Reportar erro