Estudantes estão criando prótese para cão idoso com três patas

Professor de engenharia junto a grupo de alunos criou um projeto para facilitar a mobilidade do cão


Quando foi adotado, há aproximadamente quatro anos, o cãozinho do casal Bryant Meadors e Katrina Dvorcek havia tido uma de suas patas traseiras amputadas, razão pela qual recebeu o nome de Pirate. Os membros do abrigo de onde ele foi adotado, acreditam que o cãozinho pisou em uma armadilha de urso.

Atualmente, Pirate está com onze anos idade, considerada uma idade avançada para os cães e que está lhe trazendo problemas de saúde.

“Com a ausência da sua pata, seu quadril acaba ficando um pouco deslocado, o que acaba lhe causando muita dor e dificulta seus movimentos,” contou Bryant.

estudantes-estao-criando-protese-para-cao-idoso-com-tres-patas

Foto: reprodução/site lifewithdogs

Ao saber da história de Pirate, o professor de engenharia Theodore Moldenhauer junto a um grupo de alunos criou um projeto para facilitar a mobilidade do cão.

Foram formadas três equipes para desenvolver criando um projeto único, ou seja, Pirate terá três novas maneiras para poder se locomover com mais conforto. Os projetos serão concluídos em breve e serão transformados em realidade com o uso de impressoras 3D.

 

Com informações de KXAN


Reportar erro