Após salvar vítimas de terremoto, cão de resgate morre

Animal sofreu choque de temperatura seguido de parada cardíaca


O Equador foi atingido por uma série de terremotos, alguns considerados como os maiores das últimas décadas, chegando a 7,8 na escala Richter, no último dia 16. Centenas de pessoas morreram e milhares ficaram feridas.

Para ajudar a resgatar quem ficou preso sob escombros, cães estavam sendo usados para que, com o seu faro, agilizassem o trabalho de resgate não só de pessoas, mas também de animais soterrados. Dayko era um desses cães de resgate há dois anos e meio.

O labrador de quatro anos de idade que fazia parte do Corpo de Bombeiros do Ibarra, infelizmente, morreu na última semana. Vários boatos se espalharam pela internet afirmando que o cão havia morrido devido cansaço, porém, a corporação dos bombeiros de Ibarra desmentiu a informação em sua página no Facebook.

A morte de Dayko foi causada por um choque de temperatura, que acontece porque os cães não possuem a eficiência adequada para regular a temperatura corporal, fazendo assim como que eles não consigam eliminar o calor do corpo através da transpiração assim como ocorre com os humanos.

dayko-recebendo-cuidados-medicos

Fotos: Reprodução/ Facebook/ Cuerpo de bomberros Ibarra Ibarra

dayko

Com informações do HuffPost Brasil


Reportar erro