Ração para idosos: dicas de alimentação e quantidades de comida

Descubra o que é a ração sênior e como deve ser feita a alimentação do cão mais velhinho


São precisos muitos cuidados no que se trata da alimentação de cães, principalmente os idosos. A necessidade diária de calorias ingeridas vai depender muito do porte do cão, a raça e o nível de atividade dele, e portanto, é importante saber quanta ração você deve dar ao seu pet. Os cães idosos, fêmeas gestantes ou lactantes possuem uma necessidade energética mais específica, por isso preste muita atenção.

Alimentação

A alimentação precisa ter como base uma dieta balanceada com nutrientes e calorias em quantidade certa, suprindo as necessidades energéticas e evitando a obesidade. Atualmente, as rações secas encontradas no mercado dos pets normalmente são perfeitas, contendo tudo que os cães precisam para ter uma boa saúde.

Para os cães idosos, é preciso reduzir a quantidade energética presente na alimentação, pois sua necessidade, independentemente do tamanho, acaba diminuindo. Os cães mais idosos são menos enérgicos e também tem mudanças na composição corpórea.

Ração para idosos: dicas de alimentação e quantidades de comida

Foto: Reprodução

Apesar disso, esses cães mais idosos podem apresentar menos interesse na comida, comendo menos vezes por dia e, portanto, é essencial que o alimento seja saboroso, pois isso despertará o interesse dele, além de ser adequado às suas necessidades energéticas. Alguns alimentos para cães tem em sua embalagem a especificação “sênior”, que significa que foi feita para atender as necessidades dos cães idosos.

Necessidade alimentar

Os cães pequenos e idosos – por volta de 9 ou 10 anos de idade, para mais – precisam de uma alimentação entre 100 e 560 calorias diárias, valor que varia de acordo com o tamanho.

Já os cães de porte médio em idade avançada são considerados velhos em média com 7 ou 8 anos, e precisam de 1120 calorias diárias, em média.

Os cães grandes, entre 25 e 50 kg, assim como os de porte médio, são considerados idosos com em média 7 ou 8 anos de idade e tem uma necessidade entre 1120 e 1880 calorias diárias, variando também com seu tamanho.

Os gigantes, que possuem 50 kg ou mais, chegam à velhice mais cedo, com aproximadamente 5 ou 6 anos de idade. Sua alimentação deve conter mais ou menos 1880 calorias diárias, ou até mais dependendo do seu tamanho.

Ração Sênior

A ração sênior tem algumas diferenças nos grãos, além do alto nível de nutrientes necessários para cães mais idosos: é mais fácil de ser mastigada, pois contém alguns furos no centro, ou são aeradas, facilitando a quebra na hora do cão mastigar. Isso devido ao fato de que os cães idosos podem apresentar problemas dentários derivados da idade, e é essencial facilitar sua alimentação.

Esse tipo de ração contém também condroitina e glucosamina, que são componentes que ajudam as articulações, além de outros essenciais para a saúde dos nossos velhos amigos. Isso é importante por existirem algumas doenças comuns em cães, como artrite e artrose ou ainda alterações osteoarticulares, derivadas da idade.


Reportar erro