Doenças comuns em cães idosos

Conheça quais são as principais doenças que atacam os cachorros idosos e seus sintomas


Nós humanos, à medida que vamos envelhecendo, vamos ficando mais propensos a desenvolver doenças, tanto mais leves, quanto doenças mais graves e de difícil tratamento. A mesma coisa acontece com o cachorro. Com a idade avançada, o corpo fica frágil, não aguenta mais tudo o que aguentava antes, e começa a dar sinais de fraqueza.

É muito importante que nós estejamos sempre atentos para a saúde do nosso cão, pois quanto mais rápido se descobre uma doença, maiores são as chances de cura, e menos o animal sofre com dores e sintomas desconfortáveis. Veja quais são as principais doenças para cães idosos e também os sintomas mais recorrentes fique atento:

Doenças comuns em cães idosos

Foto: Reprodução/Pixabay

Câncer

  • Perda de apetite e de peso, dificuldade de comer, de engolir;
  • Feridas que demoram a cicatrizar (ou não cicatrizam);
  • Inchaços anormais em alguma parte do corpo que persistem em crescer;
  • Sangramento por qualquer abertura do corpo;
  • Odor estranho e ofensivo;
  • Hesitação na hora de fazer exercício;
  • Dificuldade de urinar, defecar ou até mesmo de respirar.

Doença dental

  • Dificuldade de comer/engolir;
  • Mau hálito;
  • Perda de peso acentuado.

Artrite

  • Dificuldade de pular e subir degraus;
  • Perda de músculo;
  • Comportamento mais irritável e recluso.

 Problemas renais

  • Aumento da quantidade de vezes que urina por dia;
  • Aumento de sede;
  • Vômitos (com ou sem presença de sangue);
  • Perda de apetite e de peso;
  • Fraqueza;
  • Diarreia;
  • Gengivas pálidas;
  • Úlceras na bora e mau hálito;
  • Alterações comportamentais.

Doença na próstata

  • Sangue na urina;
  • Drible de urina.

Catarata

  • Olhos com aspecto nublado;
  • Bater em objetos enquanto anda;
  • Não encontra objetos que são jogados para ele recuperar.

Hipotireoidismo

  • Ganho de peso;
  • Pelagem fina;
  • Depressão, letargia.

Doença de Crushing

  • Pele e pelagem fina;
  • Aumento de sede e de quantidade de vezes que urina;
  • Aumento de apetite;
  • Aparenta estar barrigudo.

Incontinência urinária

  • Urina na cama ou no local onde dorme;
  • Urina em locais inadequados;
  • Curto espaço de tempo entre as urinas.

Epilepsia

  • Convulsões.

Olho seco

  • Descarga verde-amarelada no olho, em grande quantidade.

Doença gastrointestinal

  • Diarreia;
  • Vômito;
  • Sangue nas fezes;
  • Fezes pretas;
  • Perda de peso e apetite.

Doença inflamatória intestinal

  • Vômito;
  • Diarreia;
  • Sangue ou mucosa nas fezes;
  • Aumento da frequência de defecação.

Diabetes mellitus

  • Perda de peso;
  • Fraqueza;
  • Aumento de sede e micção;
  • Vômitos;
  • Depressão.

Obesidade

  • Excesso de peso;
  • Intolerância a exercícios físicos;
  • Dificuldade de se levantar e andar.

Anemia

  • Gengivas muito claras;
  • Fraqueza;
  • Intolerância a exercícios.

Insuficiência cardíaca

  • Intolerância a exercício físico;
  • Perda de peso;
  • Respiração ofeante;
  • Desmaios;
  • Tosse – principalmente à noite.

Doença hepática (no fígado)

  • Perda de apetite;
  • Vômitos;
  • Gengivas pálidas ou amareladas;
  • Alterações no comportamento.


Reportar erro