Desenvolvimento dos filhotes de cachorro

Conheça aqui como ocorre o desenvolvimento dos filhotes, e por que é importante o convívio com a mãe durante setenta dias


É consenso geral que o desenvolvimento dos filhotes de cachorro possui como a parte mais importante a fase de formação e comportamento, que ocorre apenas enquanto filhotes. É neste período que os efeitos no comportamento irão influenciar os cães quando chegarem à fase adulta. Os filhotes irão aprender a “ser cachorros” enquanto filhotes, analisando a mãe, em relação a comportamento.

Neste artigo vamos perceber o quanto a fase de filhote é importante, o quanto são vulneráveis aos transtornos psicológicos neste período, em que muitas vezes podem se tornar permanentes. Vamos descobrir como evitar possíveis problemas e fazer o melhor possível para que o filhote de cachorro de hoje se torne um cão saudável e feliz amanhã.

Quando separar o filhote da mãe?

Um filhote só deve ser separado de sua mãe, seja para doação ou para vender, no mínimo após 70 (setenta) dias. Nunca devendo realizar esta separação antes deste período.

Infelizmente por ignorância ou ansiedade, muitos donos de cães acabam realizando este procedimento antecipadamente sem pensar no quanto essa atitude pode ser prejudicial ao comportamento e personalidade do filhote, que um dia se tornará um cão adulto, com prováveis desvios de comportamento, de alta gravidade. Um filhote desses possivelmente não terá um fim bem sucedido por seu dono atual. Muitos por negligência e falta de compaixão, acabam abandonando nas ruas cães com estes desvios de comportamento ou até mesmo os sacrificando.

Desenvolvimento dos filhotes de cachorro

Foto: Reprodução

Proibido pegar um filhote com menos de 2 meses!

O desenvolvimento social de um filhote ocorre através do imprinting canino, este ocorre nas primeiras fases da vida de um cachorro. Neste período o filhote irá aprender sobre aspectos sociais e psicológicos de sua espécie, como:

  • Comportamento;
  • Comunicação;
  • Como ser um cachorro.

É neste período que o cão desenvolve a sua personalidade canina.

Desenvolvimento do comportamento em quatro períodos

1° Período – Neonatal

Acontece do seu nascimento até a segunda semana de vida. É onde o filhote é completamente indefeso e dependente da mãe. Tem como rotina de vida mamar e dormir. Neste período os filhotes são sensíveis ao tato, possuem habilitadas motoras limitadas e seus olhos e canais auditivos ainda estão fechados.

2° Período – Transição

Ocorre da segunda à terceira semana de vida. Aqui o filhote abre os olhos e termina o período com o início da audição, quando o filhote responde aos primeiros sinais de barulho a sua volta.

Os filhotes também começam a:

  • Se locomover para frente e para trás;
  • Caminhar;
  • Urinar e defecar fora do “ninho”;
  • Demonstram interesse a alimentos sólidos;
  • Brincam entre integrantes da ninhada;
  • Iniciam-se os primeiros rosnados e abanos de rabo.

3° Período – Socialização

Inicia-se aos 21 dias e se estende até 12 semanas. Neste período demonstra seu comportamento e personalidade, descobre a pressão que existe em sua mandíbula, passam a carregar cosias na boca e brincam de cabo de guerra.

Iniciam atividades grupais coordenadas e passa a investigar situações de seu interesse. Aprende questões de interesse sexual e por volta da sétima semana, passa a se impor entre os filhotes mais fracos, além de lutar entre os filhotes mais fortes, definindo graus de hierarquia.

4° Período – Juvenil

Passam a explorar o ambiente. É neste período que o treinamento doméstico deve se iniciar, lembrando que uma bronca mal feita ou experiência ruim que o filhote venha a passar também pode acarretar em traumas ao animal.

Neste período é muito importante que o filhote tenha contato humano, mostrando a ele que é possível confiar em pessoas e em contra partida entender que é possível confiar nele.


Reportar erro