Você sabia? Cães com tutores obesos geralmente também são ‘gordinhos’

Segundo estudo, os cães que têm tutores com problemas de obesidade costumam sofrer com o mesmo problema


Já ouvimos por aí que os animais de estimação acabam se parecendo com os seus donos, apresentando atitudes e comportamentos similares. No entanto, de acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade de Las Palmas de Gran Canarias, a similaridade se estende também a outros aspectos como os hábitos alimentícios e aparência física.

Segundo o estudo, os cães que têm tutores com problemas de obesidade costumam sofrer com o mesmo problema.

A pesquisa

Para realizar a pesquisa, o Departamento de Medicina Veterinária analisou os hábitos alimentares de 127 cães caseiros em relação aos de seus donos. De acordo com os resultados do estudo, os cães com tutores obesos têm cinco vezes mais chances de sofrerem de obesidade.

A Associação Mundial de Veterinários de Animais Pequenos também revelou que entre 20% e 40% dos cães sofrem de excesso de gordura por culpa dos tutores. Isso ocorre porque, de acordo com a opinião da Associação, quem cria o cãozinho acaba transmitindo os seus costumes sedentários.

Você sabia? Cães com tutores obesos geralmente também são 'gordinhos'

Foto: Reprodução/ internet

Sobrepeso em cães

O sobrepeso nos cachorros é gerado pela falta de atividades físicas e por comerem mais do que devem. Um cachorro é considerado obeso quando a sua massa corporal supera 20% do peso ideal correspondente, tanto por sexo, raça e idade. Os tutores devem considerar que este é um problema que pode provocar enfermidades muito mais graves, incluindo a artrite e diabetes.

O sobrepeso nos cães também pode gerar dores nas articulações, seborreia, insuficiência cardíaca ou respiratória, alopecia, claudicação, problemas de esterilidade, hipoglicemia, hipertensão, resistência à insulina, problemas hepáticos, complicações no parto e tumores de mama.

Como prevenir ou resolver a obesidade nos cães?

Para evitar o problema em seu melhor amigo canino, você pode seguir alguns conselhos. Confira a seguir:

  • Leve o seu cão para passear e brincar ao ar livre, pois os exercícios são muito importantes para o animal, tanto para a manutenção da boa saúde como para a sua diversão.
  • Alimente o seu pet de maneira saudável. Com a quantidade adequada, ele terá as energias necessárias para o dia a dia e manterá o peso ideal. Caso você tenha dúvidas sobre qual é a melhor dieta para o seu amigo de quatro patas, consulte um veterinário para que ele estabeleça a mais adequada, levando em consideração o tamanho, idade e raça do animal.
  • Evite criar maus hábitos alimentares e estabeleça um horário fixo para alimentá-lo.
  • Evitar o problema está diretamente relacionado a uma rotina saudável, com boa alimentação e a prática de atividades físicas.


Reportar erro