Saiba por que os cães fedem quando estão molhados!

Esse odor é normal? Entenda o que leva os cães a apresentarem esse probleminha desagradável


Somente a água em contato com o pelo do seu animal deveria, pelo menos na teoria, levar as sujeiras e o fedor embora. Mas na realidade acontece totalmente o oposto! Quando os cães se molham na chuva, ou em qualquer outro lugar, os micro-organismos presentes no pelo do seu amiguinho aparecem e soltam um odor não muito agradável às nossas narinas.

Entenda como surgem esses odores nos cães e aprenda formas de evitar esse cheirinho tão desagradável.

Explicações para o odor

A expressão “sinto cheiro de cachorro molhado” nunca é usada numa situação muito boa, pelo contrário, quer dizer que algo “não está cheirando bem” ou que alguma coisa está errada. Na realidade, pode ser que quando o cão entra em contato com a água algo natural aconteça, mas também pode ser que o fedor reproduzido pelos animais seja uma reação de algum produto inadequado ou até mesmo de alguma doença. Veja cinco explicações possíveis para o cheiro que os cães passam quando estão molhados:

  1. Glândula perianal: Todo cão ao se encontrar com outro cheira as partes traseiras. Isso acontece porque na região próxima do ânus dos cães tem uma glândula chamada perianal, responsável pelo cheiro que os caninos depositam ao marcar território. Na verdade, esse cheiro está mais para odor, pois não é nada agradável. Ao entrar em contato com água, essa glândula tende a soltar esse “cheiro” característico de cão molhado.
  2. Secreções malcheirosas: Outra explicação possível para o odor do seu cachorrinho é quando ele entra em contato com a água e uma reação simples é promovida pela diluição de certas substâncias fedorentas que são produzidas naturalmente pelo cão.
  3. Bactérias: Os animais possuem fungos e bactérias na pele, quando o pelo do cachorro fica molhado pode haver uma predisposição de infecções que por sua vez provocam o cheiro ruim.
  4. Shampoos de humanos: O pH da pele dos caninos é diferente do da nossa. Se usarmos shampoos, condicionadores ou outros produtos de humanos neles, poderemos causar reações que afetam a saúde da pele dos nossos bichinhos. Podendo provocar ressecamentos. Além de que esses produtos não limpam profundamente as sujeiras dos nossos amiguinhos de quatro patas, facilitando o aparecimento de odores.
  5. Doenças: O caso mais grave do odor nos animais é quando ele é uma alerta de que alguma coisa não está 100% com o cachorro. Algumas doenças apresentam o mau cheiro como um de seus sintomas, esse é o caso da malassezia.
Saiba por que os cães fedem quando estão molhados!

Foto: Reprodução

Como evitar o mau cheiro?

  • Evite dar muitos banhos no seu cachorro. Uma vez por semana é ideal;
  • Após o banho, seque bem o seu amiguinho. Para isso use toalha e não hesite o uso do secador;
  • Leve-o periodicamente ao médico. Os humanos podem falar o que estão sentindo, animais não. Preste atenção no seu cachorro e se for preciso leve até um veterinário;
  • Se o seu cão estava brincando na chuva, seque-o bem após a diversão;
  • Não use seus produtos para higienizar seu cão. Ele deve ter seu próprio shampoo, condicionador, perfume etc.;


Reportar erro