Mito ou verdade: cachorros podem ver espíritos ou anjos?

Esse assunto gera várias dúvidas e até um certo medo. Conheça histórias e explicações que possivelmente conferem aos animais essa habilidade


De repente o cachorro olha para um corredor vazio e começa a latir como se estivesse chamando algo ou alertando o tutor de que alguma coisa não está correta. Se essa situação já ocorreu com você ou, pelo menos, algo semelhante, já deve ter vindo em mente a questão sobre o porquê que o animal estaria reagindo de tal forma, se você mesmo não enxerga nada de diferente. Assim, cabe questionar: será que os animais veem além do que os seus olhos podem ver? Ou será que eles sentem alguma presença invisível?

Esse assunto gera várias dúvidas e até um certo medo. Há quem acredite que os animais têm a capacidade de ver espíritos ou anjos, mas também tem quem ache isso um mito. Se traçarmos uma linha histórica é possível ver relatos que comprovam as habilidades paranormais dos animais, não só de cães mas de gatos, cavalos etc.

A capacidade paranormal dos animais na história

Os egípcios antigos acreditavam que os animais tinham habilidades que lhes permitiam ver deuses e espíritos. Como na época dos faraós, os bichos mais domesticados eram os gatos. Aos felinos era atribuída essa capacidade de percepção mais profunda do “além”. Por isso, quando seus tutores morriam, os gatos também eram sacrificados para que ajudassem o sacerdote a voltar para vida.

Outro grande exemplo de relatos sobre o assunto pode ser visto na Bíblia. No livro Números, capítulo 22, há a história de Balaão o qual estava andando com sua mula e ela, de repente, parou. A história conta que o animal teria visto um anjo e, temendo sua espada flamejante, resolveu não mais caminhar. Isso ocorreu porque a entidade queria parecer antes para mula e depois para Balaão.

Cão olhando para o alto

Foto: Deposiphotos

Mas, será que os cachorros veem espíritos?

Quando se trata desse assunto, cientificamente, não há respostas concretas. Tem quem acredite, mas também quem acha que essas histórias são fantasias. Mas, como explicar o latido excessivo dos cães para locais vazios? Essas situações podem ocorrer em decorrência da aguçada audição que os cachorros possuem, pois eles podem ouvir um som a uma distância quatro vezes maior do que os humanos são capazes.

Talvez o seu cachorro tenha escutado um barulho que lhe provocou medo e a forma de reação é o latido, esse mesmo ruído pode ter passado despercebido em seu ouvido, tendo em vista que os pets possuem a audição bem mais desenvolvida que os humanos.

Espíritas entendem que os cães conseguem enxergar almas

Na questão 597 de O Livro dos Espíritos, o codificador da doutrina espírita Allan Kardec, traduz a mensagem dos espíritos superiores os quais afirmam que, nos animais, existe uma inteligência que os permite determinada liberdade de ação, um princípio independente da matéria e que resiste à morte do corpo. “É também uma alma, se quiserdes, dependendo isto do sentido que se der a esta palavra. É, porém, inferior à do homem. Há entre a alma dos animais e a do homem distância equivalente à que medeia entre a alma do homem e Deus”.

Assim, os espíritas creem que, como os animais possuem alma, porém como menor capacidade física de reação que o homem, ao enxergarem espíritos, os cães reagem com latidos e outros dos seus sentidos enquanto animais.


Reportar erro