A linguagem corporal dos cães e suas expressões

Os cães podem se comunicar de várias formas, principalmente com a linguagem corporal


Os cães são animais muito espertos e que muitas vezes nos surpreendem com o seu jeito de agir. Geralmente a relação entre o cão e seu dono é muito boa por conta da comunicação. Eles mostram seu estado emocional através da sua linguagem corporal e expressão facial demonstrando seus sentimentos básicos como o medo, a submissão, a agressão, a vontade de brincar e etc. Duas partes do corpo do cachorro que são fundamentais para a linguagem corporal são as orelhas e a cauda.

Os ancestrais

Para compreender melhor como ocorre a comunicação dos cães é preciso ir mais longe, começar pelo seu ancestral, o lobo. Os lobos vivem em bando e os cães fazem a mesma coisa com outros animais da casa e com os próprios humanos. Nos bandos sempre há um líder, e no caso dos cachorros o líder deve ser o dono. Mas para ser um bom líder é preciso, antes de qualquer coisa, entender o que o cão quer dizer.

Os tipos de comunicação

Há várias formas que um cão pode se comunicar, entre elas está a linguagem corporal e as expressões faciais. As vezes também usando pistas verbais, da mesma forma que o homem.

O homem, é claro, possui uma linguagem muito mais avançada que os cachorros, mas estes podem aprender centenas de sons humanos, porém não conseguem combiná-los. E é por isso que são necessários comandos curtos e também uma linguagem corporal ou expressão facial para que ele possa nos entender com mais facilidade.

A linguagem corporal e suas expressões

Quando o cão está confiante e relaxado a sua postura é ereta, seu rabo fica abanando lentamente, suas orelhas ficam atentas, porém com aparência relaxada, seus olhos ficam com a pupilas pequenas e sua boca fechada ou lábios ligeiramente separados.

Quando o cão está assustado ou ansioso fica abaixado, com o rabo encolhido, as orelhas para baixo, os olhos arregalados com partes brancas à mostra e a boca ofegante.

Linguagem dos cães

Foto: Reprodução

Quando o cão está agressivo sua postura fica rígida, o seu rabo fica para cima ou para trás, muito rígido. As orelhas ficam atentas, os olhos intensos e focados, os lábios ficam puxados para trás com alguns dentes à mostra, uma linha de pelos começa a se arrepiar, ela se inicia na base do pescoço e vai até os ombros. Quanto mais o cão estiver agressivo maior é o arrepio.

Quando está com medo ele fica recolhido para si mesmo, o seu rabo fica completamente encolhido, suas orelhas ficam para baixo, seus olhos se arregalam e perdem o foco, e ele fica bem ofegante.

Quando o cão está relaxado geralmente fica deitado ou de pé sem nenhuma vigilância, seu rabo fica para cima abanando ou solto naturalmente, suas orelhas ficam em seu estado normal (que varia de acordo com a raça), a dilatação da pupila fica normal, focada, mas não olhando de forma fixa e a boca aberta, levemente ofegante.


Reportar erro