Google Glass para cães

O Google Glass canino vem do conceito de “tecnologias que podem ser vestidas” e facilitaria a comunicação entre homem e cão


Uma equipe do Instituto de Tecnologia da Georgia e um dos principais responsáveis pela criação do Google Glass, Thad Starner, estão trabalhando em um projeto que pretende adaptar a tecnologia do Google Glass para cães.

Este projeto vem do conceito de wearable tech (tecnologias que podem ser vestidas), recebe o nome FIDO (Facilitating Interactions for Dogs with Occupations, que pode ser traduzido como Facilitando Interações para Cães com Ocupações) e tem o objetivo de permitir que os cães possam se comunicar claramente com os seus donos.

Como esta tecnologia funciona?

O Google Glass para cães funcionaria da seguinte maneira: os animais vestiriam um computador que permitiria a comunicação com o dono, por meio da ativação de um sensor acoplado na coleira. Esse sensor transmite um comando verbal para o dono, podendo ser recebido pelo fone de ouvido ou por imagem enviada pelo dispositivo. Inicialmente, o sistema do projeto FIDO será usado em cães de trabalho, como os cachorros policiais e os guias.

Google Glass para cães

Foto: Reprodução

A tecnologia do Google Glass para cachorros já foi testada em cães guias, que possuem a função de ajudar no cotidiano de pessoas com deficiência visual. O resultado do teste foi um sucesso, pois os cães aprenderam rapidamente a ativar o sensor. Neste caso, a tecnologia será um grande passo para o avanço da inclusão e como facilitador da vida, pois os cães podem enviar mensagens específicas alertando sobre possíveis perigos que vêem nas ruas.

A intenção do projeto FIDO é utilizar a tecnologia do Google Glass também em cães policiais e de resgate. Nestes casos, o sensor pode ser usado para mostrar ao resto da equipe a imagem de um objeto ou pessoa machucada. A ideia do projeto é basear-se na tecnologia do Google Glass para criar uma versão do produto para cães.

O futuro do Google Glass para cães

Inicialmente, o Google Glass será usado em cães de trabalho, mas, no futuro, este tipo de wearable tech permitirá que o cãozinho “converse” com o seu dono, mostrando mais claramente as suas percepções, auxiliando na comunicação entre cachorros e humanos.

Os responsáveis pela ideia querem ampliar o uso da tecnologia, considerando a possibilidade de que o cachorro possa avisar ao dono quando estiver com fome, quiser sair para fazer xixi, brincar etc. Assim sendo, é possível que no futuro os cachorros possam falar claramente com os seus donos, comunicando as suas vontades e expressando as suas emoções.


Reportar erro