Cães conseguem perceber quando alguém está mentindo

Segundo estudos os cachorros sabem quem é confiável e quem não é


Você já deve ter ouvido alguém falar algo como “se meu cachorro não confia, eu também não confio”… Pois é, isso é uma das verdades do mundo: os cachorros realmente sabem quando você está mentindo. Eles possuem uma inteligência que, ao contrário do que muitos pensam, vai muito além de truques que normalmente lhes são ensinados, como deitar e rolar, por exemplo. Saiba como os cães podem identificar as suas mentiras.

Humanos confiáveis

Segundo algumas pesquisas, os cães são capazes de identificar e lembrar se uma pessoa é confiável ou não para seguir suas ordens. Eles aprendem isso, principalmente quando se trata de alimentos.

Foi realizado um teste para comprovar essa teoria, em 34 cães. O primeiro passo desse teste era apontar cada um dos animais e para os recipientes em que tinha comida escondida. Os cães, então, corriam para os recipientes para comer. A segunda etapa foi com a mesma pessoa indicando os potes, só que dessa vez vazios, para onde os cães correram lealmente. Ao se verem traídos com a nova informação que não os levava a comida alguma, a maioria dos cães teve a mesma ação no terceiro teste, quando o mesmo pesquisador lhes indicava um local novamente: ignorava a instrução.

No entanto, os mesmos cães, ao serem novamente direcionados ao pote de comida, mas por um novo pesquisador, seguiam novamente acreditando que encontrariam a comida, para enfim definir sua confiança neste novo pesquisador. Com isso, pode-se concluir que os cães vão usar de sua experiência com os humanos para julgar se são ou não confiáveis.

Cães conseguem perceber quando alguém está mentindo

Foto: Reprodução

Curiosidades

Uma outra grande curiosidade que envolve o relacionamento entre humanos e cães é a sua capacidade de perceber que nós e eles enxergamos algumas coisas de forma diferente. Por exemplo, um estudo publicado em 2009 em uma revista comprovou este fato:

Um cachorro era colocado em um lado da sala, e uma pessoa do outro lado. Nesta, ao centro, estavam dois brinquedos idênticos que tinham como barreira um vidro transparente, e a outra opaco. Quando a pessoa pedia ao cão que lhe trouxesse o brinquedo – sem apontamentos – o cão escolhia o que a pessoa poderia ver, fato que se repetiu constantemente, exceto quando a pessoa estava de costas, quando o cão escolhia de forma aleatória.

É exatamente por isso que seu cão parece te obedecer quando você está olhando e desobedecer quando não está.


Reportar erro