Cachorros sentem frio?

Em geral todos os cães sentem, mas existem variações dependendo da raça e pelagem do dog


Começou a temporada de inverno, e você certamente já tirou seus casacos do guarda-roupa, não foi? Há quem ame, há quem odeie essa estação, mas todos concordamos que um friozinho de vez em quando é sempre bom. Mas será que nossos amigos caninos também sentem frio como nós? Acredite, eles sentem. Por isso alguns cuidados devem ser tomados para que nossos cachorrinhos não adoeçam.

A temperatura no corpo dos cachorros varia entre os 38ºC e os 39ºC. Mesmo sendo superior a nossa, não implica que eles não sofram com frio. É certo que alguns fatores como a raça, a quantidade de pelo e de gordura são importantes na diferenciação do grau de friagem que eles são capazes de suportar, mas em geral todos os cães sentem. E a exposição demasiada às baixas temperaturas ocasiona doenças como a gripe – que tem sintomas muito parecidos com a dos humanos. Um outro problema é a cinomose, uma doença grave com poucas chances de cura. Nesse caso, os donos devem avaliar se a vacina óctupla está em dia.

Gripe canina – sintomas

Um dos males mais desenvolvidos durante o inverno é a gripe canina. Seus sintomas podem ser bem parecidos com os da gripe humana, e são febre, falta de apetite, espirros, coriza e tosse. Muitos cachorrinhos até vomitam de tanto tossir, e se não tratada, pode evoluir até para uma pneumonia.

Uma boa forma de verificar se seu cão está sentindo muito frio é observar as orelhas. Se a temperatura nessa região – principalmente nas pontas – estiver muito baixa, é sinal que seu pet precisa ser agasalhado. Já a febre pode ser medida de acordo com o focinho. Se estiver quente e seco, é sinal de febre.

Cuidados especiais

Temperatura no corpo dos cachorros varia entre os 38ºC e os 39ºC

Foto: Pixabay

Para que seu cachorrinho não sofra com o inverno, alguns cuidados devem ser tomados. O banho, por exemplo, deve ser dado nos dias mais quentes, e com água morna. O pelo tem de ser secado totalmente com o uso de secador de cabelo. É importante passear com ele nas horas mais quentes do dia. A vacina contra a gripe canina existe, e deve ser tomada. Ela protege em até 80% contra o vírus, e não custa caro. Seu preço pode variar de R$25 a R$30 e dura por um ano.

Evite tosar o pelo do seu pet durante essa estação. O mesmo funciona como um bloqueador natural do frio. No caso de cachorrinhos com pouco pelo, como os daschunds (salsichinhas) ou os pinchers, deve se acrescentar – de forma moderada – roupinhas para aquecê-los. A alimentação também é importante. Nessa época do ano, procure aumentar a quantidade de comida em 20% ou 30%. Isso porque durante a digestão, ocorre uma queima dos alimentos, produzindo assim, calor.

Um dos pontos mais importantes é também o cuidado com o local de descanso do seu cão. Não o deixe ao relento, e procure um lugar mais quentinho na casa para preparar a caminha. O uso de cobertores é aconselhável, para deixar esse lugar mais aconchegante e aquecido. Caso seu cachorro tenha alergia, existe um cobertor especial para pets. Se seu animal possui casa, verifique sempre se ela está aquecida e se não está úmida. O uso de tapetes também é uma ótima opção contra o frio que vem do chão.

Portanto, com os cuidados básicos e muito carinho e atenção, seu cachorro vai passar pelo inverno sem maiores problemas, e o melhor: sem adoecer. Basta apenas entender que mesmo que os animais sintam frio, é importante também deixá-los livres, se divertindo e brincando – mas sempre longe de vento, chuva e umidade. Assim, seu cachorrinho vai desfrutar dessa estação de forma segura e feliz.


Reportar erro