Cachorros não se sentem culpados quando aprontam!

Você tem dó da carinha de culpado que seu cão faz? Não se engane com isso…


Quem é que nunca ficou com dó de dar bronca no cãozinho depois que ele aprontou e fez a famosa “carinha de dó”? Pois é. Muita gente acha que o cão está se sentindo culpado e, por isso, acabam deixando de dar bronca por achar que já entenderam o que fizeram. Mas será que isso é verdade?

A carinha de culpado que ele faz quando você dá bronca não indica que ele está se sentindo culpado efetivamente. Ele não sente vergonha pelo que fez, mas de acordo com especialistas, essa é somente uma reação à raiva demonstrada pelos donos. Ele simplesmente quer fazer com que você se acalme e diminua o tom de voz… E vamos combinar que funciona direitinho, na maioria das vezes, né?

Mas e os vídeos?

Os vídeos e fotos de cães têm dominado as redes sociais com essas carinhas lindas que nos encantam, sendo que um dos mais famosos envolve um cãozinho beagle que, sem querer, fez o bebê da casa chorar quando pegou o brinquedo de suas mãos. Com isso, ao ver o bebê começar a chorar, ele começou a pegar todos os brinquedos da casa para trazer ao bebê, rendendo fama e muitas visualizações. Mas apesar de ser sensível, o cão não sente culpa.

Ele simplesmente entendeu que o líder, seu dono, se queixou de sua atitude. Além disso, o vídeo tem trilha sonora, o que nos impede de saber se ele recebeu ou não o comando de buscar os brinquedos e levar aos bebês.

Para os cães não existe o bom ou ruim, entendendo apenas que devem desfazer o que fizeram ao levar a bronca. Mas independentemente de você saber que não sentem culpa, fala sério… Eles vão continuar nos encantando com aquele olhar, né?

Cachorros não se sentem culpados quando aprontam!

Foto: Reprodução

As broncas

Cabeça acuada, orelhas para baixo e olhar desviado: você foi comovido pela carinha de culpa de seu pet. Apesar de ele não fazer isso por sentir de fato a culpa, é possível que ele entenda o que fez, desde que você dê a bronca ou punição exatamente depois do momento em que ele aprontar, pois quanto mais tempo demorar, menor vai ser a associação dele da sua chateação com o que efetivamente te chateou.

Um estudo demonstrou que, ao passar pela situação de ficar sozinhos em uma sala depois de seus tutores pedirem para que não comessem os petiscos, a maioria dos 14 cães usados, independentemente de terem comido ou não o petisco, fazia a famosa cara somente quando seus tutores brigavam com eles. Isso comprova o que dissemos: a reação é para a sua voz, e não para o que ele realmente fez.

E para pedir comida?

Você sabia que os cães escolhem as pessoas mais gentis para pedir comida? Pois é, então se ele te pediu é porque sabe o que está fazendo. Os cachorros analisam de forma minuciosa o comportamento dos seres humanos que estão presentes no local, escolhendo exatamente aqueles em que a probabilidade de ganhar a comida seja maior.

Isso foi comprovado pela Universidade de Milão que, analisando 100 cães, descobriu que os cães observam sim cada um dos integrantes da família, por exemplo, caminhando àquelas que julgam ser menos avarentas. Eles valorizam o tom de voz de forma mais intensa do que os gestos, surpreendendo os cientistas.

A carinha de dó que fazem é muito semelhante à cara de culpa. Mas ao contrário de quando damos bronca, os cães sabem exatamente o que estão fazendo quando pedem comida com o olhar de pidonho. Apesar de ser muito difícil resistir, você deve, com todas as forças, não ceder à essa carinha, pois isso só vai alimentar maus hábitos.

O que fazer?

Quando seu cão aprontar, procure chamar atenção dele ou aplicar o castigo no momento em que aconteceu, caso contrário, a bronca não vai valer. Ele não vai entender e isso somente vai causar estresse para os dois. Quando fizer xixi fora do lugar certo, procure ignorar e, quando ele não estiver olhando, limpe. Procure recompensá-lo quando fizer a coisa certa, pois isso trará resultados muito mais efetivos.


Reportar erro