Saiba quais cuidados especiais merecem as rugas do shar-pei

As rugas espalhadas por todo o corpo, principalmente em filhotes, devem receber muitos cuidados, caso contrário, podem desenvolver diversas doenças de pele


Documentos do século XIII descrevem um animal enrugado presente nos territórios da China. Essa é a primeira comprovação da existência de um shar-pei. É bem verdade que desconhecem a origem exata dessa raça, mas acredita-se que ela tenha o mesmo ancestral que o chow-chow, pois ambos são os únicos cães que têm a língua na cor azul escuro.

Esses animais são conhecidos pela sua principal característica, isto é,  as rugas espalhadas por todo o corpo, principalmente, em filhotes. Já nos adultos, as dobras podem aparecer nas regiões da cabeça, pescoço e ombros. É também por causa dessa aparência que esses animais devem receber muitos cuidados, caso contrário, podem desenvolver diversas doenças de pele.

Características do shar-pei

Saiba quais cuidados especiais merecem as rugas do shar-pei

Foto: Reprodução/ internet

Animais desta raça têm uma aparência exótica, forte e um pouco triste, impressão causada devido a quantidade de rugas na cabeça. São cães ágeis, com o instinto de caça aguçado e que se acostumam facilmente com o tamanho do lugar onde irão morar. Além disso, são muito companheiros e protetores da família. Com relação a pelagem, ela é curta e eriçada, enquanto isso, as orelhas são pequenas e dobradas na direção dos olhos. O rabo do shar-pei também é característico, pois ele é enrolado e fica por cima das costas do animal.

Cuidados com as dobras do shar-pei

Quando filhotes, os cães dessa raça são considerados os cachorros mais enrugados do mundo. Essa característica vai diminuindo a medida que o pet vai crescendo, as rugas diminuem em sua pele. Contudo, essas regiões merecem toda a atenção do tutor, pois requer uma limpeza e secagem eficientes, evitando assim o mau cheiro e o surgimento de doenças, como seborreia, dermatite, micose e ferimentos da pele que podem evoluir para um câncer de pele.

O dono que busca eliminar as chances dessas doenças ocorrerem, opta por manter o cão sempre limpo e bem sequinho. Algumas dicas podem ajudar nesse processo:

  • Prefira dar banhos no seu pet em dias de sol quente;
  • Após o banho, seque-o bem com a toalha e deixe-o esquentar no sol, a fim de que ele possa eliminar os resquícios de umidade;
  • Se for preciso, passe um cotonete nas dobras mais difíceis de secar.

Atenção

As rugas também podem sobrecarregar os cílios e as pálpebras desses cães, isso além de dificultar a visão pode ocorrer o chamado entrópio, quando essas partes entram nos olhos dos cães e acabam inflamando a região ocular, que pode levar até a cegueira.

Tanto nesses casos, quanto nos sinais de problemas na pele do shar-pei, o médico veterinário deverá ser consultado o mais rápido possível. Assim, o tutor consegue cuidar da saúde do melhor amigo canino e prolongar ainda mais a vida do peludo.


Reportar erro