Queimaduras em cães: fique por dentro do assunto

Você sabe como agir nessas horas? Damos algumas dicas importantes para lhe ajudar


Os cães são expostos diariamente a riscos que podem acabar afetando a sua integridade física. Por gostarem de estar muito próximos aos seus donos, principalmente na cozinha, correm um grande risco de sofrerem queimaduras. Essas podem ser muito graves, de acordo com seu grau e podem chegar a causar até a morte do animal. Conheça agora um pouco mais sobre as queimaduras e como fazer os primeiros socorros.

As classificações das queimaduras

As queimaduras podem ser classificadas em quatro graus principais, são eles:

  • Queimadura de I grau: neste caso a lesão se instala principalmente na epiderme, ou seja, a camada mais externa da pele. É uma queimadura superficial, que geralmente ocorre devido à exposição exagerada do cão ao sol. Ela tem uma cicatrização bem rápida se comparada aos outros graus. Pode ser classificada como uma queimadura simples.
  • Queimadura de II grau: neste caso a lesão atinge não apenas a epiderme (que é a camada mais externa da pele), mas também a derme. Geralmente esse tipo de queimadura é encontrado em cães que entram em contato com metais quentes, como por exemplo a panela, ou até mesmo com a água fervente. A diferença desta para a primeira é que pode-se ver a formação de bolhas, além da vermelhidão.
  • Queimadura de III grau: este tipo de queimadura já é classificado como grave. Nesta lesão a pele fica totalmente danificada, pois atinge um grau mais profundo da pele e o animal sente muita dor. Geralmente os cães que têm esse tipo de queimadura é por entrarem em contato direto com o fogo ou com produtos extremamente ácidos.
  • Queimadura de IV grau: este nível de queimadura é considerado o mais grave, pois esta é uma queimadura bastante severa. Nesta lesão a queimadura pode chegar a atingir o osso do animal, e é uma das principais causas de amputação. Geralmente ocorre em animais que são incendiados por vândalos ou quando são expostos à descarga elétrica.
Queimaduras em cães

Foto: Reprodução

Como cuidar das queimaduras de I e II graus?

Como foi visto, são diversos os fatores que podem causar as queimaduras nos cães, e de acordo com os graus é possível fazer os primeiros socorros para amenizar a dor e lesão. Veja o que fazer nas queimaduras de I e II graus:

  • Tenha calma e tente acalmar seu cão, falando lenta e carinhosamente com ele.
  • Tenha cuidado, por estar com dores fortes ele pode ser agressivo e tentar morde-lo.
  • Ao aproximar-se do seu cachorro, coloque água limpa no local por pelo menos 5 minutos.
  • Não esfregue e nem passe nenhum produto químico no local afetado.
  • Enrole o local com um pano limpo e vá a uma clínica veterinária imediatamente.

Como cuidar das queimaduras de III e IV graus

Nos casos de queimaduras de III e IV graus, que são mais graves, você deve seguir os seguintes procedimentos:

  • É possível que o cão esteja desacordado, então primeiro observe os sinais vitais, como respiração, batimento cardíaco e reflexo das pálpebras.
  • Se ele estiver desacordado, puxe a língua dele para melhorar a respiração.
  • Coloque água limpa no local afetado por pelo menos 5 minutos.
  • Enrole o seu cachorro e em seguida leve-o a uma clínica veterinária.
  • Nunca passe nenhum tipo de produto ou medicação no seu cão sem a opinião de um veterinário.


Reportar erro