O que fazer se o cachorro engasgar?

Tosse frequente, baba excessiva e dificuldades para respirar são alguns dos sinais de engasgamento em cães


O ato de engasgar é perigoso tanto para os humanos quanto para os animais, pois se não tomadas as medidas cabíveis de forma rápida o paciente pode morrer. Os cães podem se engasgar com comida, brinquedos e qualquer outro objeto que lhes cause curiosidade. Sendo assim, os tutores devem prestar bastante atenção no comportamento do cão e tentar reconhecer se o animal está realmente engasgado.

A primeira providência a ser tomada é entrar em contato com o veterinário de sua confiança, por essa razão, é sempre importante ter consigo o número do médico. Enquanto alguém liga, outra pessoa pode fazer os primeiros socorros a fim de amenizar o sofrimento do pet e até mesmo salvar sua vida. Fique atento as dicas do Clube para Cachorros e use-as sempre que se fizer necessário.

O que fazer se o cachorro engasgar?

Foto: Reprodução/ internet

Como reconhecer um engasgo?

Um humano sabe reconhecer e tentar pedir ajuda em casos de engasgamentos, um cachorro não. Nesse sentido, o tutor deve saber reconhecer alguns sinais que indicam um engasgo. São eles:

  • Patas na boca fazendo movimentos de expulsão;
  • Tosse frequente;
  • Baba excessiva;
  • Dificuldades para respirar;
  • Palidez;
  • Língua e gengivas muito pálidas ou azuladas;
  • Choro;
  • Inquietação;
  • Vômito.

Após contatado o engasgo, ligue imediatamente para um veterinário, informe o que está acontecendo e o especialista irá te orientar para os primeiros socorros. Se você vai levá-lo até a clínica ou se o médico vem até a sua casa, não importa. Tente manter a calma e enquanto a emergência não chega, vá realizando alguns procedimentos a fim de amenizar o incômodo do animal.

Próximo passo: Tentar acalmar o pet

Identificado uma situação similar a que foi relatada a cima, o passo seguinte é acalmar o cachorro. Ele estará muito agitado, sem entender o que está acontecendo. Em alguns casos pode até apresentar resistência e agressividade. Sendo assim, tente chegar próximo do animal com cuidado, conversando com ele e assim que conseguir acalme o animal com alguns carinhos.

Abra a boca do cachorro

Para entender o que foi que causou o engasgamento do pet, é preciso que você abra a boca do animal e tente identificar o objeto em questão. Conseguir isso não será fácil, mas com delicadeza e precisão você consegue. Coloque seus dedos entre os dentes do cão, segurando firme pelo maxilar vá levantando a parte superior da boca. Mantenha firme essa posição até conseguir achar o motivo do engasgo.

Retire o objeto, se possível

Essa é a parte mais delicada de todo o procedimento de primeiros socorros, isso porque qualquer falha pode ocasionar em situações piores. Se você estiver vendo o que está tampando a via do animal, tente, com os dedos, retirá-lo. Faça isso com cuidado, um passo em fácil e objeto pode entrar ainda mais para garganta do pet, rasgar a parte interna da boca do animal ou até provocar uma hemorragia interna.

Caso você não consiga pegar com as mãos o objeto, outras estratégias podem te ajudar. Como é o caso da técnica de Heimlich ou outras formas de socorro.

Ajude o cão a retirar o objeto

Cães pequenos ou de médio porte podem ser levantados de cabeça para baixo e segurados pelas patas traseiras, para que dessa forma ele consiga colocar o objeto para fora pela força da gravidade. Balance as patinhas do cão, fazendo com que esse movimento consiga chacoalhar a peça que está engasgando o pet.

Já os cachorros que são maiores, podem ser suspensos pelas patas traseiras, enquanto que as dianteiras fiquem no chão. Repita o mesmo processo de chacoalhar e espere para ver se o cão expele o objeto. Se nenhuma dessas situações funcionar, você pode usar a técnica de Heimlich.


Reportar erro