Morte de cão: o mais indicado é enterrar ou cremar?

Perder um grande amigo de quatro patas nunca é fácil, mas o que fazer quando isso acontece? Qual a melhor opção: cremar ou enterrar? Descubra


A vida de nossos pets, infelizmente, é muito mais curta do que a de nós seres humanos. É muito comum que no decorrer de nossas vidas, tenhamos que nos despedir de muitos pets amados. Quando isso ocorre, muitos de nós não sabemos o que fazer, e apesar de ser algo bastante triste em nossas vidas, é uma situação que merece ser discutida com cautela.

Causas das mortes

As causas mais comuns de mortes de cães são motivadas por zoonoses, que são doenças transmissíveis que podem afetar também aos humanos. Muitos acreditam que se o pet morrer, a doença não pode mais ser transmitida, mas isso é uma ideia equivocada. Mesmo quando mortos, os corpos dos pets continuam transmitindo as doenças.

Enterrando o pet

Pode parecer uma ideia um tanto quanto “romântica” encontrar um cantinho em seu quintal, ou até mesmo em um terreno próximo, para enterrar o seu pet. Isso pode parecer um gesto de amor, mas na verdade pode ser bastante perigoso para a saúde. Além do fator das zoonoses, ainda temos a questão de se tratar de um organismo em decomposição, que pode acabar contaminando o lençol freático, o solo e acabar transmitindo doenças.

Imagem de cemitério para cães

Foto: Depositphotos

Quais são as opções viáveis?

1. Encontrar uma clínica veterinária

É paga uma taxa, pelas clínicas veterinárias à prefeitura, para que seja recolhido o lixo hospitalar. Junto com isso, os animais em óbito também são levados. O recolhimento da prefeitura passa e encaminha para o centro de zoonoses. O proprietário do pet pode escolher entre enterrar ou cremar, exceto quando se tratar de óbito em decorrência de doenças transmissíveis.

2. Cremar

Algumas prefeituras oferecem a cremação, mas existem crematórios de animais que têm um serviço mais adequado, cremando o pet separadamente e colocando as cinzas em urnas para que os donos possam levar, caso queiram. Os estabelecimentos que realizam tal procedimento recolhem o corpo em sua residência. Os preços para este serviço, dependendo da região, podem variar entre R$ 350 e R$ 900.

3. Cemitérios de animais

Existem também os cemitérios de animais, pagos e usados para enterrar os pets com regras rígidas da vigilância sanitária. Muitos donos têm optado por esse modelo, uma vez que os pets têm cantinhos exclusivos para eles.

Qual a melhor opção?

Analisando de um modo geral, entre o meio ambiente e os nossos sentimentos pelo pet, a melhor opção é encontrar uma casa de cremação, pois dessa forma evita-se a contaminação do solo e a transmissão de doenças. Se você preferir, leve as cinzas e espalhe por seu quintal ou até mesmo deixe na urna para lembrar-se sempre de seu amigão canino.


Reportar erro